Diário da Manhã

sexta, 15 de novembro de 2019

Notícias

Agressão à diretora causa suspensão de aulas em Escola. SIMP critica descaso da Prefeitura com o caso

Agressão à diretora causa suspensão de aulas em Escola. SIMP critica descaso da Prefeitura com o caso
14 novembro
14:16 2013

A agressão à diretora da Escola de Educação Infantil Vinícius de Moraes, localizada no Jardim Europa, bairro Areal em Pelotas, Girlei Souza, 49, levou à suspensão das atividades, no início da manhã desta terça-feira (13/11). A Brigada Militar  e a Guarda Municipal foram chamadas, depois que a prima de um dos alunos – encarregada de levá-lo ao educandário, ter atacado a diretora há tapas, socos e pontapés.

Como a mulher ameaçou buscar uma faca para matar a diretora, as aulas foram suspensas. Na  tarde desta quarta-feira, Girlei realizou exame de corpo delito; a principal queixa  da vítima era de dor no braço esquerdo, usado para proteger o rosto dos chutes. A Promotoria da Infância e da Juventude e a direção da Guarda Municipal serão procuradas pelo secretário da Educação, Gilberto Garcias, que busca soluções para as atividades serem retomadas, possivelmente, a partir da próxima segunda-feira.

A reportagem do Diário da Manhã entrou em contato com os professores da escola, e fomos informados , que não é a primeira vez que se tem problemas com a mesma pessoa, e desta vez tudo se deu porque uma criança de 2 anos chegou em casa com tênis molhado. Um inquérito policial será instaurado para investigar o caso. A Escola Vinícius de Moraes é uma das 27 instituições da rede de Educação Infantil de Pelotas. São 98 alunos e 21 servidores, entre professores e funcionários.

SIMP CRITICA DESCASO DA PREFEITURA EM AGRESSÃO À DIRETORA

A respeito das agressões sofridas pela diretora da Escola Municipal de Educação Infantil Vinicius de Moraes, a direção do Sindicato dos Municipários criticou as declarações à imprensa dadas pelo Secretário de Educação, Gilberto Garcias, que disse que “Este é um motivo muito sério para a gente fechar os olhos“.

 O Simp já havia encaminhado documento ao Secretário de Educação em 6 de setembro deste ano, informando das denúncias de ameaças tanto verbais quanto físicas por parte de integrantes da comunidade local contra servidores e professores da Escola Vinicius de Moraes, onde já havia sido requerida imediata solução para o problema.

 Nenhuma providência foi tomada para garantir a segurança dos trabalhadores, terminando por resultar na grave agressão à diretora da escola ocorrida na quarta-feira.

 Para a direção do Simp, o secretário de Educação “fechou os olhos” sim, pois já tinha conhecimento da gravidade da situação por meio do documento encaminhado há mais de dois meses pelo Sindicato, sem providenciar alguma ação para coibir a agressão ocorrida e que poderia ter sido evitada.

 Além da comunicação ao Secretário Gilberto Garcias, o Sindicato dos Municipários também encaminhou documento de denúncia ao Ministério Público Estadual, datado de 11 de setembro, informando que a Prefeitura já estava ciente das ameaças e que até aquele momento não tinha atuado para evitar incidentes. O documento foi encaminhado à Promotoria da Infância e da Juventude, solicitando de igual forma providências que não foram tomadas.

 “Esta não é uma prática que ocorre somente nas escolas, mas que também acontece em outros setores, a exemplo da Secretaria de Justiça Social e Segurança e Setor de Trânsito, o que culminou com agressões por parte de integrantes da comunidade a servidores municipais, situações já denunciadas tanto ao Executivo como ao Ministério Público Estadual e do Trabalho”, salienta o diretor do Simp, Tiago Botelho.

 “Está cada vez mais difícil ser servidor público municipal em Pelotas, pois além dos baixos salários e péssimas condições de trabalho, também não temos a segurança necessária para poder prestar um bom serviço à comunidade, eis que a Prefeitura não assegura sequer a assistência jurídica para respaldar o servidor quando este é agredido, mesmo que naquele momento esteja representando o poder público”, finaliza Tiago.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções