Diário da Manhã

sexta, 21 de setembro de 2018

Notícias

ANÁLISES DE PRÉ-CÂNCER : CPI recebe laudo da Vigilância Sanitária sobre laboratório

13 setembro
09:11 2018

No dia em que a reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura possíveis irregularidades nos laudos dos exames de pré-câncer de colo do útero em Pelotas foi esvaziada pelos vereadores da base de apoio do governo, o presidente da comissão, Marcos Ferreira, o Marcola (PT) buscou na secretaria de Saúde o relatório elaborado pelos técnicos da Vigilância Sanitária após vistoria no laboratório responsável pelas análises.

Quando a vistoria foi feita, em maio do ano passado, o Serviço Especializado em Ginecologia (SEG) estava com seu alvará vencido. O documento e os apontamentos dos fiscais serão apresentados na próxima reunião da CPI marcada para a semana que vem.

Uma sessão solene em homenagem ao Hospital Espírita de Pelotas marcada pelos vereadores do Democratas, Ademar Ornel e José Sizenando para a manhã de ontem, pouco antes da reunião da CPI foi usada como pretexto para que os vereadores governistas não aparecessem no plenário. Nem mesmo o relator da CPI, Enéias Clarindo (PSDB) compareceu à reunião, que foi aberta pelo presidente Marcola às 10h30min, quando estavam no plenário os vereadores titulares Fernanda Miranda (PSol) e Antonio Peres (PSB) e os suplentes Marcus Cunha (PDT) e Ivan Duarte (PT).

Como o regimento interno da Câmara determina que a comissão não possa abrir os trabalhos com menos de cinco vereadores titulares, a reunião foi encerrada meia hora após ser aberta. “A bancada do governo parece não entender a importância do que se está fazendo aqui e prefere estar em uma homenagem a investir um possível crime que pode ter causado a morte de mulheres na cidade”, observou Marcola.

VEREADOR Marcola, presidente da  CPI, e a secretária de Saúde Ana  Costa

VEREADOR Marcola, presidente da CPI, e a secretária de Saúde Ana Costa

LAUDOS – Após encerrar a reunião, Marcola participou de reunião com a secretária de Saúde, Ana Costa e o chefe da Vigilância Sanitária, Sidinei Jorge Júnior e recebeu as cópias dos laudos realizados em 2017 após vistoria ao laboratório SEG. Conforme a secretária a Vigilância esteve no local antes da secretaria receber o memorando da equipe da UBS Bom Jesus que levantou suspeitas sobre os resultados dos exames. “A vistoria foi feita em maio e o requerimento chegou em junho”, informou. Isso faz com que, na prática, a secretaria não tenha tomado nenhuma medida efetiva sobre o caso mesmo após ter sido alertada por médicos e enfermeiros.

“Estes documentos são essenciais para a investigação e nos darão uma ideia parcial das condições do laboratório em realizar estes exames”, disse Marcola.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções