Diário da Manhã

sexta, 19 de julho de 2019

Notícias

ARTE E CULTURA NEGRA : COOPERARTE realiza encontro no Pelotense

09 maio
09:30 2019

Hoje e amanhã no auditório interno do Colégio Municipal Pelotense, encontro de arte e cultura negra

Por Carlos Cogoy

Em 1989 o artista visual negro Jonas Fernando Martins dos Santos, definiu que viveria profissionalmente da sua arte. Desde então, realiza mostras, ministra cursos e oficinas, e está à frente de vários projetos.  Em 2000, conforme recorda, integrou a Casa de Cultura Lázaro Zamenhof, iniciativa de Gil Bandeira. Seis anos depois, participaria do “Quilombos Urbanos”, projeto que reuniu artistas visuais negros, como Zé Darci e Paulo Corrêa. Há dez anos, idealizou a “COOPERARTE – Arte e Ações Integradas”, que já realizou mais de trinta atividades artístico-culturais. Nesta quinta e também sexta, acontecerá mais uma iniciativa COOPERARTE. Trata-se da primeira edição do Encontro de Arte e Cultura Negra. No auditório do Colégio Pelotense, haverá palestras, oficinas e exposições. Informações nos e-mails: fatimarte48@gmail.com; hwesu43@gmail.com. Contatos nos fones: (53) 9 9160.2792; (53) 9 8449.0676.

Dilermando Freitas, Maria de Fátima Duarte Santos, Daniel Amaro e Jonas Fernando Santos

Dilermando Freitas, Maria de Fátima Duarte Santos, Daniel Amaro e Jonas Fernando Santos

COOPERARTE – Jonas explica: “O Cooperarte, artes e ações integradas, surgiu a partir da necessidade de uma frente de trabalho, composta por pessoas capazes de discutir e executar ações nos diferentes campos do conhecimento. A instituição executa ações como: projetos de arte direcionados às periferias, eventos, feiras, cursos, palestras e oficinas no sentido de contribuir positivamente para o enfretamento da pobreza, da miséria e do combate ao racismo. Formalmente constituída, a instituição prioriza o trabalho voltado à cultura negra e possui, cadastrados, aproximadamente quarenta profissionais de várias linguagens da arte. Os projetos mais executados são oficinas e formações com arte e cultura negra, negociados com instituições públicas, privadas e também empresas de diferentes segmentos. O fato de trabalhar com a cultura negra já nos dá este caráter mais formal, abrindo possibilidades para desvelar o racismo e combatê-lo em diferentes âmbitos. A cada evento que é organizado pelo Cooperarte, pessoas de todas as idades, com variadas produções nos procuram para se cadastrar. Isso nos mostra um número considerável de indivíduos que produzem arte e que querem viver disso”.

CONTEXTO ameaça direitos no Brasil. Jonas avalia: “Como o atual presidente já falou: ele não gosta de quilombolas, invisibiliza os indígenas, execra as mulheres e abomina a comunidade LGBT. Ele investe na quebra do ser humano brasileiro através de sua perversa reforma da Previdência, que só retira direitos do trabalhador, e que não vai deixar ninguém se aposentar antes de morrer ou de uma doença terminal se manifestar. Isto é fato. Além disso, novamente numa tentativa de aterrorizar o povo, e culpar alguém, ele voltou sua atenção para as universidades públicas, cortando verbas de forma ilegal como um ditador, passando por cima dos outros poderes. Será que, quem votou nele, sabia que estava passando uma procuração para um ditador administrar a sua casa? Impossível que alguém com o mínimo de discernimento, não soubesse o que iria acontecer. E o que acontece é que o País a nossa casa.

Artista Zé Darci

Artista Zé Darci

De todos nós! Imagine uma reforma na sua casa, onde se erguem paredes na frente das outras, fechando portas e tirando acesso aos cômodos, onde sentamos? Onde comemos? Onde dormimos? E ainda uma reforma que passa por cima direitos adquiridos dos pobres. Com isso tudo acontecendo, certamente o racismo só aumenta, basta ver as noticias no centro do País, e acompanhar os números da violência. Se a cada dezesseis horas uma pessoa LGBT é morta, a cada hora uma pessoa negra também é. O extermínio só piora porque, sentado na cadeira mais importante do País, há uma pessoa que simplesmente admira a tortura, e está assinando embaixo disso tudo. Sabemos que nós, povo negro, não teremos avanço algum com esse governo racista. O que precisamos fazer é lutar pela manutenção das políticas que ainda temos, que nos garantem direitos e possibilitam ascensão ou inserção social”.

PROGRAMAÇÃO

QUINTA-FEIRA

18h – Credenciamento

18h30min – Abertura: Vivência com a Griôt Sirley Amaro

19h – Palestra sobre arte e cultura negra com o artista Jonas Fernando

19h30min – Percurso abordando símbolos e instrumentos das culturas e mitologias africanas

20h35min às 21h30min – Exposição dos artistas Zé Darci, Jonas Fernando, Valdir Ferreira, Alessandro Flores, e Emanuel Santos

- Feira de artes e artesanato

- Atos dos Artistas do COOPERARTE, Arte e Ações Integradas

SEXTA-FEIRA

Oficinas*:

8h30min às 9h30min – Tambor de sopapo, com Dilermando Freitas

10h às 11h – Dança de Matriz Africana, com Daniel Amaro

14h às 15h30min – Pintura/leitura de imagens, com Zé Darci e Mária de Fátima

16h às 16h45min – Desenho de figura humana e HQs, com Alessandro Flores e Jonas Fernando

17h às 17h45min – Conversa com artistas do CooperArte, abordando fazeres artísticos

*As oficinas terão máximo de cinquenta pessoas, e as inscrições devem ser feitas pelo endereço: facebook.com/CooperaArte. O valor das inscrições para estudantes e professores (de qualquer instituição) é de R$ 30,00 e, para comunidade em geral, R$ 60,00. A confirmação do pagamento ocorrerá na hora do credenciamento com a apresentação do comprovante impresso ou digital.

GRIÔ Sirley Amaro

GRIÔ Sirley Amaro

COOPERARTE – Ações, projetos, mostras

- FEIRA DA CARA PRETA com edições na Bibliotheca Pública Pelotense em 2012, bairro Getúlio Vargas em Rio Grande, numa parceria com a FURG, em 2013; e Mercado Público em 2014;

- HQ’S x HQ’S no Dia do Patrimônio, realizado no Casarão 6, e promoção da Prefeitura Municipal de Pelotas em 2015 e 2016;

- CIRCUITO DE ARTES e suas singularidades, realizado na Bibliotheca Pública Pelotense, na Virada Cultural da Prefeitura em 2015;

- EXPOSIÇÃO “Jonas Fernando e amigos!” na Sala Frederico Trebbi, no Dia do Patrimônio da Prefeitura em 2015;

- EXPOSIÇÃO coletiva “Passeios artísticos” na Secult em 2016;

- PALESTRA “Passeios artísticos II” na Bibliotheca Pública em 2016;

- AQUILOMBADOS na escola Wilson Muller no Quilombo do Algodão, integrando a Virada Cultural da Prefeitura em 2016;

- LANCEIROS NEGROS, a sua história através dos tempos!, na Sala Frederico Trebbi em 2016 e 18, e Casarão 6 em 2017;

- ATELIER DOS ARTISTAS no beco da Bibliotheca Pública Pelotense, integrando a Virada Cultural da Prefeitura em 2017 e 18;

- EXPOSIÇÃO coletiva “Protagonismo negro através das imagens”, Casarão 6, na Semana da Consciência Negra em 2018

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções