Diário da Manhã

sábado, 15 de dezembro de 2018

Notícias

 Mais recentes

Câmara lança frente para tratar da Segurança Pública

23 novembro
08:51 2018

Colegiado terá participação da sociedade civil e tem como missão construir alternativas para melhorar a segurança na cidade

Foi protocolado no final da manhã de ontem na Câmara Municipal o requerimento de criação da Frente Parlamentar Mista da Segurança Pública que inicialmente reúne vereadores e representantes do Grupo Interdisciplinar de Trabalho e Estudos Criminais-Penitenciários (GITEP) da Universidade Católica de Pelotas, mas estará aberta para a participação de outras entidades da comunidade interessadas em discutir o tema.

O vereador Marcos Ferreira, o Marcola (PT) responsável por propor a criação e coordenar a Frente Parlamentar argumenta que o grande objetivo é possibilitar a existência de um espaço para a comunidade debater problemas e apresentar soluções para a criminalidade na cidade. “Este é um tema que preocupa a população e merece ter um local e momentos específicos para ser debatido então nada mais justo do que a Câmara tomar essa iniciativa”, comenta Marcola.

ESPAÇO para comunidade debater problemas

ESPAÇO para comunidade debater problemas

A expectativa é de que a participação de integrantes do GITEP coordenado pelo professor Luiz Antonio Bogo Chies auxilie os vereadores tanto nas discussões como no processo de elaboração de legislações. “O município pode e deve participar da segurança pública e esperamos que a partir desta Frente Parlamentar possamos construir um conjunto de leis para favorecer a população e criar condições para que todos participem das políticas de segurança pública”, comentou Chies.

PACTO – Apesar do início efetivo dos trabalhos da Frente Parlamentar estar previsto para fevereiro, após o recesso parlamentar de verão, a possibilidade de projetos ligados ao Pacto Pelotas pela Paz como o Código de Convivência voltarem à pauta da Câmara ainda este ano pode antecipar o início das reuniões e discussões. “Estamos atentos a todas as propostas relacionadas à segurança pública e vamos promover debates sobre elas sempre que necessário”, diz Marcola.

 

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções