Diário da Manhã

sexta, 21 de setembro de 2018

Notícias

CAPÃO DO LEÃO : Câmara vota hoje processo de cassação do prefeito

13 setembro
08:46 2018

A coincidência é apenas um detalhe, mas no dia 13, o prefeito de Capão do Leão, do partido representado pelo número 13, vai estar na linha de “tiro”, na Câmara Municipal, em sessão marcada para se iniciar às 10h. E poderá ficar sem seu mandato. Mauro Nolasco(PT) foi alvo de Comissão Processante acusado de cinco infrações cometidas desde o início de sua gestão, em 2017.

A gestão de Nolasco é acusada pelo atraso e não publicação de decretos no site do município, incluindo suplementações orçamentárias; descumprimento da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016, deixando de publicar metas de arrecadação, programação de receitas e despesas e cronograma mensal; descumprimento da LDO 2017; descumprimento da Lei Orgânica ao não estabelecer crédito orçamentário específico para despesas com publicidade e o descumprimento da Lei Orgânica ao não enviar à Câmara o quadro detalhado de servidores em exercício, exonerados e admitidos.

Mauro Nolasco vai se defender das acusações apresentadas

Mauro Nolasco vai se defender das acusações apresentadas

Quando do pedido de abertura da Comissão Processante, pela Câmara, no mês julho, o placar da votação foi 9 votos a 1, pela aceitação da denúncia contra o prefeito petista. Apenas o presidente da Câmara, Chiquinho Silveira(Rede), não votou, mas votará hoje. O único voto contrário foi de César Domingues(PT), líder do governo. Os demais edis votaram favoráveis: Glei Rodales(PT), Fabrício Freitas(PDT), Ailton Miranda(PTB e Marco Aurélio(PT), todos da base,  assim como David Martins(Rede), Emerson Brito(PTB), Duca Martinez e Renato Miranda, ambos do MDB, e Fernando Madeira(PSB) deram o aval à continuação do processo.

Nos bastidores políticos em Capão do Leão contam-se como votos já decididos em favor de Nolasco, apenas César Domingues e Ailton Miranda. A expectativa para a votação do relatório gira em torno do posicionamento final dos vereadores Fabrício Freitas, Marco Aurélio e Glei Rodales, os quais poderão decidir a votação, em favor ou contra o prefeito. Para cassar o mandato de Nolasco são necessários oito votos.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções