Diário da Manhã

quinta, 21 de novembro de 2019

Notícias

CARNAVAL : Comunidade LGBT pede volta da Corte Gay

CARNAVAL : Comunidade LGBT pede volta da Corte Gay
25 outubro
08:43 2019

Comissão de Cultura da Câmara de Vereadores dará início a uma mobilização para garantir participação da corte que desde 2016 não participa da festa

Representantes da comunidade LGBT deram início esta semana a uma mobilização em defesa do retorno do concurso e da participação da Corte Gay no Carnaval de Pelotas. O movimento contra o preconceito de gênero e em defesa da representação de toda comunidade na festa, passou a contar com o apoio da Comissão de Cultura da Câmara Municipal.

Nesta quinta-feira os integrantes da comissão receberam as três últimas rainhas para discutir os motivos da não inclusão da corte na divulgação e realização do Carnaval de Pelotas desde 2016. “Tanto o concurso para escolher as soberanas como a participação na festa era coordenada pela Associação LGBT e quando a associação deixou de existir a corte deixou de participar, pois não houve interesse dos organizadores do carnaval em assumir a organização do concurso e tudo o mais”, explica Camilla Duarte, rainha em 2009 e 2011.

Este ano o carnaval de Pelotas é organizado por uma produtora particular e, mais uma vez, a participação da Corte Gay não foi planejada, porém a escolha da corte adulta e mirim está marcada para o dia 9 de novembro. “Se vão montar uma corte mirim e outra adulta porque não se pode ter a volta da corte gay?”, questiona Sawannah Guimarães, última rainha gay da cidade, eleita em 2015.

VEREADOR  Marcola recebeu  Movimento LGBT nesta quinta-feira Foto: Álvaro Guimarães/Especial DM

VEREADOR Marcola recebeu Movimento LGBT nesta quinta-feira
Foto: Álvaro Guimarães/Especial DM

O presidente da Comissão de Cultura, vereador Marcos Ferreira, o Marcola (PT) declarou apoio à iniciativa e agendou para a próxima segunda-feira (28) uma reunião na Secretaria Municipal de Cultura para tratar do assunto. “A Comissão irá cumprir seu papel de mediadora nessa discussão junto a Prefeitura e a empresa organizadora, pois defendemos a participação da Corte Gay no Carnaval 2020 por se tratar de uma questão tradicional da cidade e que tem grande contribuição na luta contra o preconceito de gênero”, argumentou.

PROPOSTA – Entendendo não haver tempo hábil para promoção e realização de um concurso para escolha das soberanas LGBT da festa os organizadores da mobilização propõem que a corte 2020 seja integrada por Camilla Duarte (2009/2011), Mickaela de Oliveira (2013) e Sawannah Guimarães (2016) por terem sido aquelas que obtiveram destaque em outros concursos semelhantes realizados fora de Pelotas e, também, por seu engajamento no movimento LGBT local.

“Todos os custos com as fantasias correm por nossa conta, não precisamos de ajuda financeira, queremos participar porque lutamos muito para esta corte existir e estamos recomeçando esta luta porque vivemos o carnaval”, comenta Mickaela.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções