Diário da Manhã

segunda, 20 de agosto de 2018

Notícias

CARNAVAL EM PELOTAS : Bandas esquentam a Passarela do Samba

12 fevereiro
08:31 2018

A Banda Empolgação abriu os desfiles na passarela da Doce Folia da Paz. A entidade, neste ano, homenageou o escritor pelotense João Simões Lopes Neto. Nas costas do abadá, trechos da obra do escritor do Pré-Modernismo da Literatura.

Carnaval Banda Empolgação 02A prefeita Paula Mascarenhas e o vice Idemar Barz participaram do desfile da Empolgação. Mais de 1.200 integrantes pularam o Carnaval da tradicional entidade da zona da Várzea.

Com muita animação, a Banda Cuzmaltense levou integração à passarela. Segunda a desfilar no primeiro dia de Carnaval, a tradicional entidade do bairro Ambrósio Perret promoveu a participação de diversas bandas. Foliões com abadás da Dona da Noite, da Empolgação, da Xavabanda, da Bruxa da Várzea e outras viraram componentes da Cruzmaltense.

Carnaval 2018 02Com muito gingado e samba no pé, a rainha da bateria, as passistas e a Corte do Carnaval asseguraram o sucesso e a popularidade da Banda Cruzmaltense na Doce Folia da Paz.

A Rede de Cuidados Paliativos – Cuidativa -, da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), formou o Bloco da Integração, Saúde e Educação e apresentou-se com o lema “Pessoas que sofrem não podem ser deixadas para trás”. Entre os foliões, homens, mulheres e crianças de todas as idades esbanjaram alegria e habilidade nas evoluções do samba. Cadeirantes também participaram.

Os foliões levaram alegorias de mão com recados como “Sustentabilidade”, “100% SUS”, “Práticas integrativas”, “Alívio de sofrimento”, “Espiritualidade”, “Reabilitação”, “Voluntários” e outros. O Bonde da Várzea foi o carro alegórico do Bloco.

Jacaré da Lagoa foi a última banda carnavalesca na passarela da Doce Folia da Paz. Pouco antes das 22h30min, a entidade iniciou seu desfile.

A banda mostrou para o público o tema Povos Indígenas. Alguns componentes desfilaram com fantasias de luxo; outros, com o abadá da entidade. Penas e cocares formaram um bonito e alegre visual. Na frente, o tradicional jacaré, seguido por uma oca (moradia de índios). A entidade é do Balneário dos Prazeres, no Laranjal.

Depois da Banda Carnavalesca Jacaré da Lagoa, a irreverência toma conta da passarela, com os blocos burlescos.

Carnaval 2018Blocos Burlescos fortalecem popularidade do Carnaval pelotense

Com a mesma animação que faz história desde os antigos carnavais, os blocos burlescos Mafa do Colono, Tesoura da Tiradentes, Bruxa da Várzea e Candinhas da Cerquinha garantiram a folia na Passarela do Samba até perto do amanhecer deste domingo (11). Policiamento que acompanhou passo a passo dos desfiles não registrou nenhuma ocorrência. A folia na Passarela do Samba transcorreu em clima de paz.

A tradição de homens vestidos de mulher predominou na indumentária cômica e criativa dos blocos. Extravagantes, com vestidos, salto alto, maquiagem, perucas, penteados, meias rendadas, sutiãs com fartos enchimentos, shorts curtos, saias justas e olhares insinuantes provocaram risos e aplausos do público dos camarotes e cadeiras.

Milhares de componentes desfilaram nos blocos, sem limite de idade. As únicas exigências foram alegria e diversão.

Comunidades

Nenhum dos burlescos que desfilou é estreante em passarela do samba. Os cinco têm nome reconhecido e aceitação em suas comunidades.

A Mafa do Colono, primeiro bloco a desfilar no Carnaval 2018, é da zona norte, das imediações da Praça do Colono. O Bafo da Onça, segundo na Passarela do Samba, é do bairro Simões Lopes. A Tesoura da Tiradentes, terceira entidade, é da região da Balsa. A Bruxa, penúltimo burlesco a se apresentar, é da zona da Várzea, e o bloco Candinhas, último, é da área da Cerquinha.

Os foliões orgulham-se de suas entidades e de suas origens, mas na passarela, na hora do samba, os blocos receberam de braços abertos uns aos outros e os componentes acabaram desfilando em várias entidades, promovendo a integração e um grande Carnaval.

Material e Proposta

Coloridos! Fosse de tecido, plástico, papelão ou outro tipo, o colorido prevaleceu na passarela e o material foi utilizado com grande criatividade. Muito reciclado foi transformado em alegorias – um dos quesitos do concurso entre os burlescos.

Alegorias de mão levaram muitos recados. Nos escritos, propostas de paz e amor predominaram, validando a adesão aos propósitos da Doce Folia da Paz.

Entre os foliões dos blocos burlescos, representantes da comunidade levaram alegria à Doce Folia da Paz. Os vereadores Daniel Trzeciak e Luiz Henrique Viana, ambos do PSDB, desfilaram no chão, mostrando o samba no pé. Daiane Dias e Toninho Peres, do PSB, em cima de caminhão, junto com Éder Blank (PDT). O vereador Reinaldo Elias (PTB) também desfilou.

Concurso

Os blocos burlescos desfilaram em concurso. Os quesitos em julgamento foram conjunto visual, alegorias e adereços, bateria, animação e evolução.

O presidente da Associação de Entidades Carnavalescas de Pelotas (Assecap), Roberto Nunes, informa que a premiação será dada em troféus de primeiro, segundo e terceiro lugares aos vencedores. Data, local e horário serão definidos nos próximos dias.

Eventos de rua são transferidos devido ao mau tempo

Devido ao tempo instável, o Bloco do Mapa – Resgate aos antigos Carnavais, e o Bloco Sexta Black, que desfilariam neste domingo (11), foram transferidos para o domingo que vem (18). a concentração do Bloco do Mapa se inicia ao meio-dia, na rua Quinze de Novembro esquina Sete de Setembro. Já o Bloco Sexta Black desfila às 11h, no Mercado Público.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções