Diário da Manhã

sábado, 17 de novembro de 2018

Notícias

Cerca de 40% das crianças gaúchas tem anemia nos primeiros anos de vida

Cerca de 40% das crianças gaúchas tem anemia nos primeiros anos de vida
06 outubro
11:04 2017

Dado demonstra a importância da prevenção e dos cuidados na alimentação

A falta de uma rotina de alimentação equilibrada faz com que 40% das crianças gaúchas apresentem quadro de anemia nos primeiros anos de vida, de acordo com a médica associada da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS), Liane Esteves Daudt. O assunto é considerado como um problema de saúde pública.

- Para resolver o problema, é preciso pensar nas condições de desenvolvimento das pessoas. A alimentação industrializada é um grande vilão, juntamente com as restrições alimentares – relata Liane Esteves Daudt.

A doença pode ser silenciosa. Então, é importante um cuidado na prevenção.

- Os principais sintomas que as crianças apresentam é a palidez. Depois, muda o perfil de alimentação, com vontade de comer terra e pedra, por exemplo. Porém, é bom lembrar que é uma doença que pode ser silenciosa, mas muito perigosa, pois altera a capacidade cognitiva das pessoas – explica.

Para evitar a anemia, é preciso caprichar nos cuidados com a alimentação, com uma comida equilibrada e que contenha carne. Outro conselho da pediatra é o aleitamento materno, que ajuda a prevenir esta doença. As mães podem pedir reforço de sulfato ferroso nos primeiros anos de vida do bebê e para a mãe durante a amamentação.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções