Diário da Manhã

domingo, 09 de agosto de 2020

Notícias

Com grupo remodelado, Pelotas quer sair da lanterna do Gauchão

28 julho
09:19 2020

Mesmo sem rebaixados na temporada, time quer deixar as últimas posições e focar na Série D

O Esporte Clube Pelotas está hospedado na serra gaúcha, na cidade de Farroupilha. O time que atuou na derrota de 2×0 para o Caxias passou por treino regenerativo. Os demais atletas mantiveram atividades de preparação, podendo ser utilizados na última rodada de classificação, o enfrentamento com o São José. A informação é de que o clássico Bra-Pel, que se intrometeria entre a 5ª e a 6ª rodada da Taça Francisco Novelletto, o segundo turno do Gauchão, está novamente adiado. A Federação Gaúcha não decidiu a respeito, mas trabalhava forte com a possibilidade de ocorrer nesta terça-feira. O jogo entre Pelotas e Brasil, válido pela 4ª rodada do turno, está adiado, sem data e sem local para ocorrer.

Pelotas em treino antes de enfrentar o Caxias na retomada do Gauchão Foto: Tales Leal / EC Pelotas

Pelotas em treino antes de enfrentar o Caxias na retomada do Gauchão
Foto: Tales Leal / EC Pelotas

Contra o Caxias, o Lobão teve em campo apenas quatro jogadores do Gauchão disputado em março. Zagueiro Felipe Chaves, zagueiro Wendel, volante Mateus Santana e meia-atacante Hugo Sanches atuaram pelo time do estreante técnico Ricardo Colbachini. Isto ilustra a completa mudança no grupo de atletas do Áureo-Cerúleo. Com pouco tempo de trabalho, menos de duas semanas cheias de treino coletivo, o Pelotas até procurou envolver o seu jogo e foi elogiado pelas iniciativas no toque de bola. Porém, não foi páreo para o Caxias de Rafael Lacerda, uma equipe mais entrosada, a campeã do primeiro turno, e que treinou mais tempo. No estádio Centenário em Caxias do Sul, a vitória dos grenás foi pelo placar de 2×0.

Com a derrota, o Pelotas está na lanterna geral do Campeonato Gaúcho, somada a pontuação do primeiro e do segundo turno. O clube também fica com menos de 1% de chances de classificação para as semifinais do segundo turno. Precisaria vencer o São José e o clássico Bra-Pel, além de torcer por tropeços de todos os seus adversários na chave.

A situação é a de encerrar logo o Campeonato Gaúcho e aí focar para uma preparação mais devida para a Série D nacional, em setembro. Além do grupo de jogadores que está à disposição de Colbachini, o meia Itaqui e o atacante Gustavo Sapeka, que já disputaram o Gauchão por outras equipes, vão chegar para o calendário Brasileiro.

“O Pelotas se organizou para a Série D”, advertiu o presidente Gilmar Schneider. Porém, ele garante o clube focado em procurar vencer os últimos compromissos do Gauchão. Mesmo sem rebaixados na temporada, na mudança de regulamento, ele quer que o Pelotas saia da lanterna e termine em posição intermediária.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções