Diário da Manhã

quinta, 27 de fevereiro de 2020

Notícias

Cooperativas de agricultores familiares estruturam comercialização em Pelotas

Cooperativas de agricultores familiares estruturam comercialização em Pelotas
20 novembro
17:33 2013

A Unidade de Cooperativismo da Emater/RS-Ascar, em Pelotas, promoveu nesta quarta-feira (20/11), na Agencia de Desenvolvimento da Lagoa Mirim, reunião com a participação de cooperativas de agricultores familiares da região. O encontro contou com a presença de representantes da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Embrapa Clima Temperado, Secretaria Municipal de Agricultura e Fundação de Apoio Universitário da UFPel. Em pauta, a comercialização dos produtos no Mercado Central e em restaurantes da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Entre as várias ações do Grupo de Trabalho do Cooperativismo está a viabilização de um espaço no Mercado Central para a comercialização dos produtos das cooperativas de agricultores familiares. O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Pelotas, Fernando Estima, falou sobre a importância que os produtos da agricultura familiar representam para população.

Uma alternativa diz respeito aos restaurantes da Universidade Federal de Pelotas. Segundo o presidente da Fundação de Apoio Universitário, Cristiano Pinheiro, o gasto anual na compra de alimentos chega a dois milhões de reais. A meta da atual administração é adquirir 100% dos alimentos para os restaurantes da agricultura familiar. “Os agricultores, em suas cooperativas precisam apenas informar a Fundação quais e as quantidade dos alimentos podem disponibilizar.”

A gerente regional da Emater/RS-Ascar, Karin Peglow, destacou o papel da instituição, juntamente com a SDR, nos primeiros passos dos agricultores familiares, que vão desde o incentivo e orientações sobre plantio até a comercialização dos produtos. Para a gerente é um mercado estratégico que se abre para mais de 30 mil famílias na região. “A experiência de comercialização conjunta das cooperativas poderá dar conta da demanda dos restaurantes universitários e do Mercado Central.”

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções