Diário da Manhã

quarta, 21 de novembro de 2018

Notícias

 Mais recentes

Corede Sul receberá R$ 3,8 milhões da Consulta Popular

Corede Sul receberá R$ 3,8 milhões da Consulta Popular
11 julho
08:54 2018

O Conselho Regional de Desenvolvimento da Região Sul (Corede Sul) garantiu mais de R$ 3,8 milhões do próximo orçamento do Governo do Estado, para aplicar em programas de saúde, agricultura, segurança e educação, nos 21 municípios classificados na Consulta Popular 2018/2019, realizada de 26 a 29 de junho.

A Consulta Popular é um programa instituído há 20 anos, através do qual a população escolhe em que será investida parte do orçamento do Governo do Estado. Os Coredes das regiões do Rio Grande do Sul promovem assembleias com a participação das comunidades para levantar prioridades regionais. Só depois, a cédula é montada com dez propostas de áreas variadas, para que os cidadãos votem em uma apenas. Para garantir recursos, é preciso que os municípios atinjam votação mínima.

VOTAÇÃO

Pelotas obteve votação suficiente para aprovar investimentos nas áreas de saúde, segurança, agricultura e educação.

  • Saúde – Proposta 1 da cédula – Ampliação, reforma, e aquisição de equipamentos para estabelecimentos de saúde vinculados ao SUS.
  • Segurança – Proposta 2 da cédula – Reaparelhamento dos órgãos de segurança.
  • Agricultura – Propostas 3 e 4 da cédula – 3) Apoio ao desenvolvimento da Agricultura Familiar (Agroindústria familiar); 4) Manejo e conservação de solo.
  • Educação – Proposta 5 da cédula – Implementação de espaços pedagógicos que favorecem à aprendizagem.

As propostas foram aprovadas com 6.742 votos dos pelotenses, sendo 4.790 para a saúde, 924 para agricultura, 811 para segurança e 217 para a educação.

Dos 22 municípios que fazem parte do Corede Sul, somente Capão do Leão não se classificou. Os demais conseguiram votação mínima para uma ou mais propostas, sendo Pelotas, Arroio Grande, Santa Vitória do Palmar e São Lourenço os únicos que atingiram as quatro áreas.

O Corede Sul receberá mais de R$ 1,1 milhão para distribuir para a proposta da saúde, mais de 764 mil para segurança, mais de R$ 1,5 milhão para agricultura, e mais de R$ 383 mil para educação.

Comentários ()

Seções