Diário da Manhã

segunda, 17 de junho de 2019

Notícias

Cras Centro é referência em atendimento intergeracional

30 setembro
17:45 2013

A coordenadora do Centro de Referência em Assistência Social (Cras) Centro, vinculado à Secretaria de Justiça Social e Segurança (SJSS), Carim Dummer, e o oficial administrativo, Thales Vieira dos Santos apresentaram, no mês de setembro, no Fórum Nacional de Trabalhadores/as do Sistema Único de Assistência Social (Suas), em Brasília, o trabalho “Vivências do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Intergeracional do Cras Centro”. O trabalho foi um dos cinco selecionados em todo o país e o único do Rio Grande do Sul.

Cras Centro 02De acordo com Carim, o grupo se reúne para conviver e decidir suas ações, reconhecer suas capacidades e isso acaba possibilitando o desenvolvimento da cidadania e política, por meio de atividades como o artesanato, que integra sem estipular regras ou metas de produção, mas que conjuntamente define padrões de qualidade para o grupo e sua produção em oportunidades de troca e aprendizado. As ações têm como objetivo tirar as famílias da situação de risco, utilizando políticas como as de habitação, educação e saúde.

O grupo intergeracional começou há um ano, e vem crescendo. Quem começa não desiste. As crianças acompanham as mães e se relacionam com os envolvidos, que como o nome diz, recebe pessoas de todas as gerações: adolescentes, adultos e idosos.

Outras ações do Cras

O Cras Centro possui cerca de 5 mil famílias referenciadas, na sua área de atuação, e busca atender as famílias da zona central que vive algum tipo de situação de vulnerabilidade, seja econômica ou social. Os profissionais fazem um trabalho de busca ativa destas situações no seu território, e contam com o apoio do conselho tutelar, escolas e unidades de saúde, que identificam algumas situações de risco. Carim diz que por possuir uma equipe multidisciplinar, conseguem discutir e avaliar o trabalho em reuniões semanais e com isso chegar a um melhor resultado.

Cras Centro 03Os casos que necessitam da rede de assistência social ou de saúde são encaminhados pelo Serviço, que também auxilia os usuários a encaminharem questões como a documentação civil, apoio no encaminhamento para os programas de transferência de renda e de assistência jurídica.

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos atende cerca de 25 crianças e adolescentes entre seis e 15 anos de idade, no turno inverso ao da escola, de segunda a sexta-feira. Carim descreve o Cras como um espaço de aprendizado, mas lúdico, de convivência, com oficinas de arte e música. O Cras conta ainda com a parceria do IFSul, que oferece oficinas de informática e de ações voltadas à cidadania.

A equipe conta com 17 pessoas: duas psicólogas, duas assistentes sociais, um pedagogo, dois oficiais administrativos, cinco educadoras sociais, duas estagiárias de serviço social, duas serviços gerais e uma cozinheira.

Atividades especiais

Passeios culturais e festas nas datas comemorativas também fazem parte da rotina dos usuários. Empresas e comunidade interessada em contribuir podem entrar em contato com o Cras, que fica na rua Santa Cruz, 2252.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções