Diário da Manhã

quarta, 22 de maio de 2019

Notícias

Cuidado com as manchas na pele causadas pelas frutas cítricas

Cuidado com as manchas na pele causadas pelas frutas cítricas
15 fevereiro
16:39 2019

Uma das maneiras de evitar o problema é usar luvas na preparação dos alimentos

A cena é clássica na beira da piscina ou na praia com a turma reunida e alguém fica responsável pela preparação da caipirinha. O problema é quando isso é feito no sol, e a consequência natural são manchas na pele causada pela ação do líquido do limão em contato com a pele. A dica, no entanto, é que não é apenas o limão que é considerado um vilão nesses momentos. Outras frutas cítricas precisam de cuidados para evitar o mesmo problema, como é o caso da laranja, da manga, da bergamota e do abacaxi. De acordo com a dermatologista membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia – Secção RS (SBD-RS), Ana Paula Dornelles Manzoni, o risco de manusear algumas frutas cítricas, principalmente o limão, e depois se expor ao sol e ter um tipo de queimadura na pele, é chamado de fitofotodermatase.

- Esse problema pode ter intensidades variáveis, que vão desde manchas escuras até lesões bolhosas intensamente dolorosas. A simples lavagem das mãos normalmente não é suficiente para prevenir o aparecimento das lesões após a exposição ao sol. Há necessidade que o local seja lavado muitas vezes com sabonete e água corrente abundante – afirma.

Como alternativa, a médica aconselha que devem ser utilizadas luvas ao espremer o limão ou manusear as outras frutas cítricas, além de cuidar com os respingos que podem ocorrer no antebraço e braço.

Em casos de pequenas manchas, elas acabam sumindo naturalmente, mesmo que possa demorar alguns meses, utilizando protetor solar na região para evitar que o local fique exposto. Se o problema for mais sério, com lesões semelhantes a queimaduras, um dermatologista deve ser procurado para um tratamento adequado.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções