Diário da Manhã

domingo, 22 de outubro de 2017

Notícias

 Mais recentes

Defasagem nos repasses fechou lotéricas em 2016

18 abril
09:04 2017

As lotéricas, que atuam como importantes correspondentes bancários por todo o País, responsáveis em 2016 por 66% das transações da Caixa Econômica estão ameaçadas de extinção. Isso ocorre por conta de grande defasagem no repasse que a CEF faz para cada transação bancária que as lotéricas realizam, deixando-as no vermelho. Hoje, o valor deveria ser, pelo menos, 63% maior. Em média, uma lotérica tem 60% de seu atendimento concentrado em serviços de grande apelo social, as transações bancárias: pagamento de contas, saques, depósitos, etc. E, em lojas localizadas no interior dos Estados ou em regiões mais pobres, esta média cresce para até 80%.

Somente no ano de 2016 foram 500 lotéricas fechadas, o que gerou 2 mil desempregados. “Não queremos brigar. Queremos atenção e uma solução da Caixa para nosso problema. Lotéricas estão fechando, funcionários sendo demitidos e a população mais carente sente isto também, pois é na lotérica que eles podem recorrer para serviços bancários. Temos um papel social também ao levar serviços bancários às pessoas”, afirma Adriana Domingues, Diretora de Comunicação da ALSPI - Associação dos Lotéricos.

Lotérica2Para protestar contra essa situação, buscando uma solução para o impasse, lotéricos de todo o País montaram acampamento em frente ao edifício matriz da Caixa Econômica em Brasília (Setor Bancário Sul Q-4, Asa Sul). Eles prometem ficar no local até o dia 20. Anteriormente, em 30 de março, mais de 2 mil lotéricos, se reuniram na Avenida Paulista, em São Paulo. Na data, uma comissão da Associação dos Lotéricos entregou as reivindicações dos empresários lotéricos a representantes da Caixa Econômica, que não se manifestou a respeito até o momento.

 

NÚMEROS

Em 2016, as lotéricas foram responsáveis pela maior parte das transações bancárias da CEF (66% da quantidade de transações e 55% do valor transacionado, o que representa 5,8 bilhões de transações bancárias), no entanto, as lotéricas estão trabalhando no vermelho e falindo.

Os repasses para cada transação bancária são 63% menores do que o necessário para que a lotérica cubra os custos da operação. Atualmente, para cada transação, a CEF repassa em média R$ 0,54, enquanto o valor deveria estar na ordem de R$ 0,88. O reajuste, acontece a cada 20 meses, sempre abaixo da inflação do ano.

Além disso, a Caixa não arca com o custo do carro forte para transporte do dinheiro que é da própria CEF, o que causa mais um déficit para as lotéricas.

 

A IMPORTÂNCIA DAS LOTÉRICAS

  • 13 mil lotéricas: cobertura de 96% do País;
  • 200 mil empregos gerados;
  • 5,8 bilhões de transações bancárias realizadas em 2016;
  • Papel fundamental no suporte aos programas sociais do Governo Federal.

 

Comentários ()