Diário da Manhã

domingo, 20 de setembro de 2020

Notícias

Defesa Civil tem 625 mil celulares cadastrados para receber alertas no Rio Grande do Sul

Defesa Civil tem 625 mil celulares cadastrados para receber alertas no Rio Grande do Sul
14 setembro
08:53 2020

São enviados avisos sobre desastres como temporais, deslizamentos e inundações, além de informações relacionadas à Covid-19

A população do Rio Grande do Sul pode receber avisos e alertas da Defesa Civil Estadual diretamente no celular. O serviço de SMS 40199 tem como intuito enviar alertas sobre a possibilidade de desastres como temporais, deslizamentos e inundações, além de avisos e informações relacionados à Covid-19. O serviço é disponibilizado de forma gratuita.

Para receber os avisos por SMS, os interessados devem enviar uma mensagem do telefone celular para o número 40199. Na área de texto é só indicar o CEP de interesse – é permitido cadastrar mais de um CEP. Com o cadastro feito, o celular está apto a receber alertas e recomendações da Defesa Civil. Atualmente, no Rio Grande do Sul mais de 625 mil celulares estão habilitados, segundo dados do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), do Ministério do Desenvolvimento Regional.

Alerta DefesaOutra forma de saber com antecedência a possibilidade de desastres naturais é por meio de mensagens nas TVs por assinatura. O serviço é gratuito, está disponível em todos os Estados do Brasil e não há necessidade de cadastro prévio.

AÇÕES CONJUNTAS

A emissão de alertas é fruto de um trabalho conjunto. Os boletins meteorológicos que podem indicar a possibilidade de ocorrências são gerados pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), que os repassa ao Cenad para avaliação.

No Rio Grande do Sul, caso os técnicos da Defesa Civil e da Sala de Situação da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) também constatem o risco de ocorrências, são emitidos avisos para as Defesas Civis municipais e a população cadastrada no serviço. As mensagens de SMS, Google e TVs por assinatura são disparadas por meio de uma parceria com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções