Diário da Manhã

quinta, 13 de agosto de 2020

Notícias

Dentistas são capacitados para atender pessoas com deficiência

09 maio
15:34 2014

Cirurgiões dentistas, auxiliares e técnicos de saúde bucal vinculados ao Sistema Único de Saúde concluem nesta sexta-feira (9/5/2014) a etapa presencial do curso Atenção e Cuidado da Pessoa com Deficiência, promovido pela Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS) e Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) com o apoio das secretarias de saúde estaduais e municipais.

A capacitação faz parte do Plano Viver sem Limite, do Governo Federal, que pretende capacitar 6,6 mil profissionais em todo o país, sendo seis mil profissionais da atenção básica e 600 dos centros de especialidades odontológicas (CEOs). O curso é realizado em sete meses, com carga-horária de 120 horas à distância, após os aprovados participam de 40 horas presenciais.

O curso é realizado em sete meses, com carga-horária de 120 horas à distância, após os aprovados participam de 40 horas presenciais.

O curso é realizado em sete meses, com carga-horária de 120 horas à distância, após os aprovados participam de 40 horas presenciais.

A coordenadora estadual do curso, Cleonice Vielmo Guidolin explica que o objetivo é capacitar os profissionais de saúde bucal no manejo dos pacientes e suas famílias. Para os supervisores da saúde bucal da Secretaria de Saúde (SMS), Leandro Thurow e Mariane Laroque, a ideia é que os dentistas da Rede sintam-se capacitados para atender todos os pacientes, tornando-a mais resolutiva e assim encaminhando para o CEO apenas os tratamentos especiais, que realmente precisem ser feitos lá.

Uma das alunas, a cirurgiã-dentista da Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Princesa, Sabrina Knopp Kohlrausch, conta que a unidade tem diversos pacientes com deficiências e o curso dá o suporte para o atendimento deles, orienta para a melhor conduta em cada caso, várias maneiras de manejar os pacientes. Até então eles eram encaminhados pra o CEO. “Com o curso eles poderão ser atendidos na UBS. Isso veio acrescentar bastante no dia a dia. O paciente não precisa sair da sua micro-área”.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções