Diário da Manhã

quinta, 13 de agosto de 2020

Notícias

DetranRS alerta para golpe de estelionato envolvendo leilões

30 julho
09:13 2020

Sites falsos de leilões de veículos têm sido usados por estelionatários para aplicar golpes e ficar com o dinheiro das vítimas. O DetranRS alerta a população para que fique atenta, pois mesmo utilizando-se muitas vezes de nomes de leiloeiros credenciados, normalmente é possível identificar a fraude a partir de alguns cuidados.

O diretor técnico Fábio Santos explica que esse tipo de golpe é comum e atualmente os criminosos têm se valido dos leilões virtuais para enganar as vítimas, que muitas vezes não estão atentas aos detalhes. “Por isso, achamos importante chamar a atenção de quem deseja participar de leilões para que veja em nosso site se realmente o leilão existe e os dados corretos do leiloeiro e dos Centros de Remoção e Depósito participantes antes de qualquer decisão.”

pol 30 julho 2020 leilõesA autarquia também elenca alguns passos a serem seguidos para saber se o leilão é verdadeiro:

- Pesquise no site do DetranRS o calendário dos leilões e os participantes, no qual é possível conferir a relação de veículos, data, hora, nome e site do leiloeiro, bem como telefones e endereços dos CRDs;

  • - Desconfie de sites de leiloeiros que não sejam hospedados no Brasil (sem o final .br);
  • - Desconfie de veículos que pareçam novos ou de concessionárias;
  • - Pesquise e agende visita ao depósito para conhecer o bem pessoalmente;
  • - Pesquise a empresa em sites de reclamação;
  • - Não efetue o pagamento se a conta for de pessoa física. Nos leilões do DetranRS, o pagamento do valor de arremate se dá na forma de guia própria (GAD-L), com pagamento direto a rede bancária conveniada. Somente o valor da comissão do leiloeiro será conforme instruções do mesmo (que fica sempre no item 9.4 do Edital).

Quem for vítima desse tipo de golpe deve comunicar o fato à Polícia Civil, por meio de um boletim de ocorrência. O registro pode ser feito presencialmente em uma Delegacia de Polícia ou preferencialmente pela internet, por meio do site da Delegacia Online.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções