Diário da Manhã

quinta, 21 de março de 2019

Notícias

Empregador é trancado em sindicato durante rescisão

08 janeiro
08:59 2019

Na manhã de segunda-feira, o que parecia rotineiro num contexto com catorze milhões de desempregados, transformou-se em cerceamento, ameaças e confusão. A Brigada Militar foi acionada, e compareceu à sede de sindicato no centro da cidade. Os envolvidos foram levados à Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA), onde houve o registro ao fim da manhã de ontem.

DEMORA - De acordo com o relato no boletim de ocorrência, a rescisão havia sido marcada, entre o empregador e o trabalhador, para as 9h de segunda na sede do sindicato. O trabalhador conta que às 8h50min já estava no local, e logo após chegou o representante da empresa. Um funcionário da entidade sindical, no entanto, informou a dupla que o atendimento somente aconteceria às 11h. Ele ouviu, porém, que a rescisão estava marcada para 9h. Diante da possibilidade de aguardar duas horas pela rescisão, o empregador alegou que iria embora pois tinha outros compromissos.

TRANCADOS – O trabalhador indignou-se e disse que, se saísse sem pagar os encargos devidos, iria quebrá-lo. O funcionário do sindicato, rapidamente tratou de trancar a porta do sindicato. O empregador teve cerceada a circulação, mas ligou para pedir ajuda.

BRIGADA – Policiais militares foram chamados e, chegando ao local, observaram que os envolvidos já estavam do lado de fora do sindicato. Reunidos na calçada, os envolvidos tentavam resolver o impasse, procurando agilizar a rescisão do contrato de trabalho. O cerceamento não se justifica, mas se o empregador tivesse se evadido talvez o trabalhador resultasse prejudicado.

CabeçalhoEx-companheiro desobedece medida protetiva

Moradora no Py Crespo, na zona norte, compareceu à Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA), para registrar que o ex-companheiro tem desobedecido a medida protetiva, que o impede de aproximação. Na manhã de segunda-feira, porém, a vítima teve de comunicar a Brigada Militar, pois observou que o homem estava rondando seu local de trabalho. Policiais militares deslocaram até a zona norte da cidade, e avistaram o carro do suspeito.

ABORDAGEM – Houve abordagem, e o homem argumentou que não havia sido notificado pela justiça, e desconhecia a medida protetiva. Mas, conforme verificado na DPPA, havia boletim de ocorrência, registrado pela vítima, onde solicitava a medida protetiva. Em mensagem de voz do suspeito, conforme a vítima, ele diz que a “ama e não desistiria tão fácil”.

APREENSÃO – O carro do ex-companheiro da vítima, foi apreendido administrativamente, sendo que uma bicicleta que estava na carroceria, foi entregue ao filho.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções