Diário da Manhã

domingo, 09 de agosto de 2020

Notícias

Encontro na UFPel reúne Comissão Mista Brasil-Uruguai da Lagoa Mirim

07 junho
08:45 2018

A aproximação entre Brasil e Uruguai voltou a se fortalecer terça-feira, quando foi realizada a reunião da Comissão Mista que reúne os dois países na Agência da Lagoa Mirim, da Universidade Federal de Pelotas (ALM/UFPel).

Representantes das instituições que compõem a comissão que busca a exploração sustentável da Bacia da Lagoa Mirim debateram ideias e proposições junto a entidades como prefeituras e órgãos de saneamento e abastecimento de municípios da região.

REUNIÃO fortalece aproximação dos protagonistas

REUNIÃO fortalece aproximação dos protagonistas

Do lado brasileiro, a Comissão é composta pelos Ministérios das Relações Exteriores, da Integração Nacional, do Meio Ambiente e a ALM. Do lado uruguaio, de maneira similar. A reunião da comissão conjunta teve a proposta de fortalecer a aproximação dos protagonistas e pensar um desenvolvimento mais intenso de ações. Junto a isso, a reunião foi uma oportunidade para trocar ideias com os interlocutores locais, conforme explica o diretor da ALM e secretário geral da comissão brasileira, Gilberto Collares.

Foram debatidos temas como a Hidrovia Brasil-Uruguai, saneamento de regiões de fronteira como Chuí e Aceguá, ampliação da rede de monitoramento quali e quantitativo da água e desenvolvimento da orizicultura.

Para o presidente da Delegação Uruguaia da Comissão Mista Brasil-Uruguai da Lagoa Mirim, engenheiro Gustavo Guarino, o reencontro das comissões uruguaia e brasileira representa um avanço nas relações. Entre elas, a operacionalização da Hidrovia Brasil-Uruguai e a qualidade dos recursos hídricos. “Nossa região necessita de desenvolvimento e trabalho que melhore a vida de sua gente. Compartilhamos solo, água, história. Vamos unir esforços. Tudo que é transnacional é impensável de um lado só”, destacou.

O terceiro secretário do Itamaraty na Divisão Argentina e Uruguai do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, diplomata Marcelo Laraburu, salientou que o estreitamento das relações entre Brasil e Uruguai são política permanente de estado. “Dedicamos esforços para adensar essa cooperação tão importante para os dois países”, disse.

Participaram da mesa de abertura, ainda, o cônsul geral do Uruguai em Pelotas, Pablo Bayarres, e o sub-diretor de Assuntos Limítrofes da Chancelaria Uruguaia, diplomata Jorge Pouy.

Bacias Hidrográficas Transfronteiriças
O encontro ocorreu paralelamente ao 1º Seminário Internacional Saneamento e Saúde Ambiental: Desafios em Bacias Hidrográficas Transfronteiriças, realizado nos dias 5 e 6 na Faculdade de Direito.

Pesquisadores da Escola Nacional de Saúde Pública, da Fundação Oswaldo Cruz, estiveram presentes em ambos os encontros. Para a pesquisadora Débora Kligerman, saneamento em região transfronteiriça é um tema valioso que começa com a participação da UFPel a ter mais expressão dentro da Fiocruz. A compatibilização técnica entre países – que vai desde legislação até qualidade de recursos hidrográficos compatíveis -, precisa ser pensada com ações concretas. “É importante articular e mobilizar pessoas para seu papel nessas questões e pequenas coisas, como a retomada de uma agenda comum transfronteiriça, vão ajudar muito”, avaliou.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções