Diário da Manhã

quinta, 09 de julho de 2020

Notícias

ESTAÇÃO CIDADANIA : Tarde de atividades para mulheres

09 março
08:33 2020

A Semana da Mulher 2020 aberta, oficialmente, neste domingo,  no Parque da Baronesa, mas as atividades já estão sendo realizadas. A tarde deste sábado foi de muita conversa e artes na Estação Cidadania Dunas. Na programação, promovida pela Prefeitura, através da Secretaria de Cultura (Secult) e parceiros, teve roda de conversa com o Centro de Referência da Mulher, oficinas de crochê “Tecendo e lendo juntas”, criação em dança, gravura e performance, além de apresentação do grupo Tropa da Dança. O público e as oficinas se misturaram com as atividades gerais, que incluíram conversas sobre as mulheres e contaram com a presença de homens, que também fizeram parte das aulas, como as de crochê. Já as crianças preferiram trabalhar com gravuras.

EVENTO reuniu a comunidade do Dunas sábado à tarde

EVENTO reuniu a comunidade do Dunas sábado à tarde

Representando o Centro de Referência, Noemi Rodeghiero Farias falou sobre as formas de violência contra a mulher, especialmente a mais difícil de identificar – a violência psicológica, quando a mulher se sente diminuída pelas constantes ofensas e críticas ao que faz, como pequenas reclamações sobre o seu trabalho, sua comida, seu comportamento ou roupas. Ela convidou a todas que têm dúvidas sobre estarem em um relacionamento abusivo, ou que tenham amigas ou familiares nesta situação, para visitarem o Centro e juntas avaliarem a situação e receberem ajuda.

Uma das participantes da atividade, Vanessa Soares, 17 anos, disse não conhecer ninguém que viva uma relação abusiva, mas que foi bom saber sobre o assunto e como enfrentar o problema. “É importante porque vá que eu passe por isso algum dia”, disse ao garantir que não aceitaria tal situação.

Para a professora do Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Úrsula Rosa da Silva, toda reflexão é um processo, “um trabalho de formiguinha”, e as conversas são feitas a partir do lugar em que as participantes se colocam. ”Algumas tem uma posição já definida, outras mais tímida. O objetivo é fazê-las soltarem-se e terem consciência do seu papel dentro dos seus grupos, dos seus direitos e deveres. Para instigar o olhar sobre si mesma”, explica Úrsula. Um dos projetos do qual a professora faz parte é o Lendo Juntas, que tem encontros semanais e é aberto à comunidade.

CENTRO

O Centro de Referência da Mulher fica na rua Barão de Itamaracá, 690, Cruzeiro. O telefone é (53) 3279-4240 e o atendimento é feito das 8h às 17h. Já a secretaria do Centro de Artes da UFPel fica na rua Alberto Rosa, 62, sala 101.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções