Diário da Manhã

quarta, 05 de agosto de 2020

Notícias

FARSA DO PRÉ CÂNCER : Secretária foi alertada há mais de um ano sobre resultados fictícios

13 julho
08:18 2018

A repercussão da notícia exclusiva publicada no DIÁRIO DA MANHÃ de ontem, sobre os resultados fictícios dos exames de pré-câncer realizados na rede municipal de Saúde, foi grande.

SECRETÁRIA Ana Costa

SECRETÁRIA Ana Costa

Logo pela manhã vereadores se revezaram na tribuna da Câmara, cobrando explicações da Secretaria Municipal de Saúde e prometendo ampliar as investigações. Segundo denúncia de enfermeiras da rede municipal, os exames estavam vindo com laudos repetidos e a suspeita é que eram realizados por amostragem e não individualizados para cada paciente. A ausência de resultados positivos também chamou a atenção das profissionais de saúde, já que – nos últimos quatro anos – nenhuma mulher examinada na UBS Bom Jesus apresentou exame citopatológico positivo, o que contraria a média de anos anteriores.

Além disso, pacientes que apresentavam laudos normais e refaziam as coletas em anos posteriores, apresentavam resultados muito além do normal, evidenciando uma evolução improvável em tão pouco tempo.

Também pela manhã, a Secretaria de Saúde enviou um gerente até a UBS Bom Jesus para exigir explicações dos funcionários sobre o vazamento da informação ao DM. Houve bate-boca entre o burocrata e uma médica do posto, que cobrou maior atenção aos pacientes ao invés da excessiva preocupação com a repercussão da notícia.

MEMORANDO COBRA PROVIDÊNCIAS

Na reportagem de ontem, dissemos que em março deste ano a secretária Ana Costa havia sido informada sobre o problema, através de ata de reunião. Porém um Memorando (002/2017) comprova que Ana Lúcia Costa e os coordenadores da atenção básica foram avisados muito antes. Em documento datado de 04 de julho de 2017 e recebido na secretaria no dia 10/07/2017 um grupo de profissionais da UBS Bom Jesus, médicos e enfermeiros, detectaram a anormalidade nos resultados dos exames.

Marcola Diário da ManhãOs profissionais solicitaram providências com relação à análise dos resultados dos exames citopatológicos realizados a partir de janeiro de 2014 até junho de 2017. Segundo eles, não havia segurança com relação a veracidade dos resultados.

O exame Papanicolau é um poderoso instrumento para detecção precoce do câncer do colo do útero. Deve ser feito em todas as mulheres, pelo menos uma vez no ano. Além do câncer no colo do útero, o exame também pode determinar níveis hormonais, diagnosticar inflamações ou infecções vaginais e doenças sexualmente transmissíveis como HPV, gardnerella, tricomoníase, candidíase,  gonorreia, sífilis, clamídia, entre outras.

Quando o exame preventivo não é realizado – ou o seu resultado não é correto, como aconteceu com pacientes em Pelotas – as doenças podem se agravar. É o caso da paciente I. A., relatada no Memorando 002/2017. Ela realizou duas coletas na UBS Bom Jesus, nos anos de 2015 e 2017 e ambos apresentaram resultado normal. Embora o último exame tenha dado “normal”, a médica encaminhou a usuária para avaliação do ginecologista do Centro de Especialidade, pois diagnosticou lesão no colo do útero da paciente. Após consulta no Centro de Especialidades, a paciente fez uma biópsia cujo resultado foi de carcinoma epidermoide invasor do colo do útero, ou seja, a paciente estava com câncer, diferente do laudo apresentado no Papanicolau.

Câmara vai investigar

Reportagem publicada ontem pelo DIÁRIO DA MANHÃ também repercutiu na sessão da Câmara Municipal. O vereador Marcos Ferreira – Marcola (PT), presidente da Comissão de Saúde da Casa, disse que também vai investigar os fatos denunciados.

Ao falar com a reportagem do DIÁRIO DA MANHÃ ontem, a secretária Ana Costa afirmou que não havia recebido nenhuma denúncia formal e que estava sabendo do caso há apenas algumas semanas. (HFJ)

Veja o memorando que o DIÁRIO DA MANHÃ teve acesso com exclusividade :

Memorando

Sobre o caso, a Prefeitura de Pelotas, através da Assessoria de Comunicação Social, divulgou no início da noite de quinta-feira, a seguinte nota:

NOTA DE ESCLARECIMENTO 

Secretaria de Saúde solicita registros a laboratório de citopatologia

Em resposta à denúncia refente (erro no original) à realização de exames pré-câncer por amostragem, pelo laboratório contratado por processo licitatório pela Secretaria de Saúde (SMS) de Pelotas, veiculada no Diário da Manhã desta quinta-feira (12), a secretária Ana Costa informa que, por medida de precaução, foram solicitados ao referido laboratório os Relatórios de Monitoramento Interno de Qualidade, com base no Manual de Gestão de Qualidade para Laboratórios Citopatológicos (2012/Inca/MS). O laboratório se comprometeu em entregar os relatórios em 24 horas.

Ana Costa diz que tem confiança na referida empresa de análises citopatológicas, por ser credenciada pelo Ministério da Saúde (MS), por ter o Alvará de Funcionamento válido até 23 de novembro e por entregar os registros de Monitoramento Interno de Qualidade (MIQ) sempre que solicitados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) ou outro órgão competente, seja Distrital ou Municipal.

A secretária diz que aguarda a documentação e espera que comprove que as denúncias são infundadas, de modo a tranquilizar a população. Ela tornará a se manifestar sobre o assunto na próxima terça-feira (17).

 

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções