Diário da Manhã

domingo, 17 de novembro de 2019

Notícias

Fiscalização de carroças e maus-tratos em cavalos

06 novembro
08:41 2019

O Comitê Municipal de Proteção Animal (Comupa) realizou, segunda-feira, uma blitz de fiscalização de carroças e combate a maus-tratos em cavalos.

UMA égua e um potro foram encaminhados para tratamento veterinário

UMA égua e um potro foram encaminhados para tratamento veterinário

A equipe da Prefeitura percorreu a rua Mário Peiruque, o Corredor do Obelisco e demais vias da região do Bom Jesus. Uma denúncia foi atendida, com égua e potro tendo sido encaminhados para o Hospital Veterinário da Universidade Federal (UFPel).

Mesmo com a chuva registrada no decorrer da blitz, foram examinados quatro animais e abordados dois veículos. Uma charrete foi emplacada e o condutor recebeu a carteira de identificação. No outro caso, o condutor foi orientado a colocar a placa, que possui, e fazer uma nova carteira na Secretaria de Transporte e Trânsito (STT).

Quanto à denúncia, que foi apurada pela manhã, o Comupa constatou, ao chegar na rua Concórdia, que a égua estava abandonada, fraca, com lesões nas patas e não conseguia se levantar. O potro, por sua vez, ainda não havia mamado. Os dois foram recolhidos ao Hospital Veterinário e após serão encaminhados à Hospedaria Municipal de Grandes Animais.

APREENSÃO

Na última semana de outubro, o setor de Apreensão de Animais da Prefeitura recolheu nove cavalos que estavam soltos em vias públicas do município ou eram vítimas de maus-tratos. Os equinos foram encaminhados ao Hospital da UFPel, para tratamento veterinário, e à Hospedaria, administrada pela Secretaria de Serviços Urbanos e Infraestrutura (Ssui), onde recebem alimentação e cuidados adequados.

Os cavalos foram encontrados na rua Jamil Abuchaem, na avenida São Francisco de Paula, na praça Cipriano Barcellos e em frente ao Ministério Público de Pelotas. O serviço é feito de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

São recolhidos apenas os cavalos soltos em via pública. Os que estão amarrados – se não colocarem em risco a circulação – são deixados. Há ainda os casos específicos de violência e falta de cuidados, que chegam por meio da Secretaria de Qualidade Ambiental (SQA).

Denúncias de cavalos soltos na rua ou que sejam vítimas de maus-tratos podem ser feitas à Ssui pelo telefone (53) 3271-9244; à SQA, pelo (53) 3227-1642, ou à 3ª Companhia Ambiental da Brigada Militar (antiga Patram), pelo telefone (53) 3309-5380.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções