Diário da Manhã

terça, 19 de março de 2019

Notícias

FRAGATA : Jovem é baleado mesmo sem reagir

20 novembro
08:01 2018

Um jovem de 23 anos foi baleado no peito em um assalto ocorrido na  Avenida Duque de Caxias, no Bairro Fragata, às 23h50min de domingo. Ele estava na companhia da mulher quando dois homens armados se aproximaram e anunciaram o roubo. Se apoderaram de dois celulares. Mesmo a vítima não tendo reagido, antes de fugirem efetuaram os disparos. O rapaz foi socorrido e encaminhado para atendimento no hospital. O estado de saúde dele é estável, mas grave em razão de ter ocorrido perfuração do fígado.

Também no Bairro Fragata, por volta das 22h, houve um arrastão na mesma avenida, sendo que um jovem foi cercado por sete assaltantes, que se apoderaram de celular e R$ 300,00.

Cabeçalho◘ Arma

A Polícia Civil, na tarde de ontem através dos agentes da Delegacia de Polícia de São Lourenço do Sul cumpriu Mandado de Busca e Apreensão em uma residência na Vila Esperança. Um homem de 35 anos foi preso em flagrante na posse de um revólver calibre .38 municiado com seis cartuchos que mantinha ao lado da sua cama. Ao pesquisar os dados da arma de fogo foi constatado que o revólver fora furtado em Pelotas em 2009.

A delegada Walquiria Meder, que responde pelo expediente da DP local nas férias do delegado Edson Ramalho, determinou a autuação em flagrante do investigado e seu recolhimento ao Presídio Regional de Pelotas.

◘ Afogamento

O corpo de um rapaz de 23 anos foi encontrado em um córrego localizado na Colônia de Pescadores Z-3. Douglas Jacinto estava desaparecido, segundo registro feito pela família. As circunstâncias da morte serão investigadas.

Força de Segurança

Parte do efetivo da Força Gaúcha de Pronta Resposta (FGPR) está na região atuando em conjunto com a Brigada Militar e a Polícia Civil no combate à criminalidade.  O avanço do tráfico de drogas e as mortes ocorridas em sua razão motivaram a vinda da tropa que é formada por policiais militares, civis e demais integrantes dos quadros da segurança pública que estavam na chamada reserva remunerada.

Atuando nos moldes da Força Nacional, a FGPR conta com servidores locais que conhecem bem a realidade da criminalidade no estado, permitindo uma atuação ainda mais eficaz. As viaturas robustas, o armamento pesado e a farda diferenciada chamaram a atenção das pessoas.

O estado é o primeiro no país a criar um serviço deste porte, podendo se tornar referência para demais unidades da Federação. As equipes são encaminhadas aos municípios a partir de uma determinação da SSP ou através de pedidos dos comandos das unidades militares.

Por ser formado por policiais militares, civis, integrantes da Susepe, Bombeiros e do Instituto Geral de Perícias (IGP), a tropa é preparada para atuar nas mais diversas ocorrências, passando pelo cumprimento de mandados até o policiamento ostensivo.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções