Diário da Manhã

sábado, 21 de abril de 2018

Notícias

 Mais recentes

GAUCHÃO : Fenômeno NH inspira desafiantes

08 janeiro
08:05 2018

Dupla Gre-Nal é ainda favorita no Gauchão, mas a façanha do Noia mostra que há espaço para surpresa

Estamos em contagem regressiva para o início do Campeonato Gaúcho. A bola rola no dia 17 de janeiro. O jogo de abertura da competição é o do Brasil e Juventude, que entram em campo mais cedo: às 19h30, no Bento Freitas. A edição de 2018 irá iniciar sob o efeito pós-fenômeno Novo Hamburgo, que, no ano passado, surpreendeu para conquistar seu título estadual. Essa façanha inspira os desafiantes de Grêmio e Internacional.

É claro que a Dupla Gre-Nal sempre será favorita em se tratando de Gauchão, embora a fórmula mais enxuta (apenas 12 times) permita o surgimento de surpresa como a de 2017. O presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Francisco Novelletto, prevê uma “disputa sensacional” pelo título de 2018 a partir do momento vivido pelos principais protagonistas da competição.

Novo Hamburgo protagonizou a maior surpresa de 60 anos no futebol gaúcho: fenômeno pode se repetir?

Novo Hamburgo protagonizou a maior surpresa de 60 anos no futebol gaúcho: fenômeno pode se repetir?

“Sempre se espera o melhor campeonato, mas este é especial. O Inter está mais confiante pela volta à Série A do Brasileiro, o Grêmio é o tricampeão da América e vice-campeão do mundo. O Brasil e Juventude permaneceram na Série B e o Novo Hamburgo é o último campeão estadual. A briga pelo título vai ser sensacional”, acredita dirigente.

FENÔMENO NH – Nem o torcedor mais otimista do Novo Hamburgo poderia imaginar que o time treinado por Beto Campos pudesse ser campeão em 2017. Mas tudo deu certo. A equipe encaixou e foi perfeita até decidir o título (vitória nos pênaltis) diante do Internacional. Novelletto deixa no terreno do imponderável a hipótese da repetição de surpresa. “O futebol é louco, tudo pode acontecer”, diz.

Atento a tudo que os clubes estão fazendo neste período anterior ao início do campeonato, Novelletto observa a reformulação feita no elenco do Brasil. E confia num “reforço” que chegou ao Bento Freitas nesta virada de ano. “O Sinotti vai dar um jeito nas coisas do Xavante”, aposta. Quem sabe o Brasil não será o Novo Hamburgo de 2018? Surpreendente, vencedor e campeão.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções