Diário da Manhã

quinta, 23 de janeiro de 2020

Notícias

GUABIROBA : Associação está representada em rede de sustentabilidade no País

06 janeiro
14:18 2020

Presidente da Associação dos Moradores foi selecionado na RAPS

Por Carlos Cogoy

Ações que vão desde a arrecadação de agasalhos, amenizando as dificuldades de famílias necessitadas, orientação para regularização dos apartamentos da extinta Cohab/RS, até atendimento jurídico. Algumas das atividades oferecidas pela Associação dos Moradores da Guabiroba, cujo presidente Cesar Brisolara, está à frente do segundo mandato. Em 2019, Cesar deparou-se com diferentes circunstâncias. Numa delas, no começo do ano, diagnóstico de enfermidade grave. Ele conta que ficou abalado, mas conseguiu superar. E, para isso, familiares e amigos foram essenciais. Paralelamente à luta pela vida, ele participou de uma seleção em âmbito nacional. E após oito meses de diferentes etapas, foi selecionado para a qualificação na Rede de Ação Polícia pela Sustentabilidade (RAPS). Em atividade desde 2012, a rede é uma ação não-governamental suprapartidária, que proporciona formação, estimulando projetos sustentáveis. Os encontros

são presenciais, e também a distância. Cesar menciona que, apesar das viagens, a Associação dos Moradores prossegue atendendo normalmente, à avenida Theodoro Muller 2420, de segunda a sábado a partir das 17h. Aos sábados, atendimento pela manhã. Informações: 9 8403.6618.

Integração coletiva através do debate dos moradores sobre reivindicações da Guabiroba

Integração coletiva através do debate dos moradores sobre reivindicações da Guabiroba

RAPS – Ano passado, houve 3.433 inscritos no processo de seleção de líderes RAPS, e 64 foram escolhidos. Conforme divulgação, no grupo há representantes de dezoito partidos e 22 Estados. Cesar, o “Cesinha” como é conhecido entre os amigos e moradores da Guabiroba, conta que foi informado sobre a rede através de amigo que reside no Rio de Janeiro. Após a inscrição, ele participou de nove etapas, sendo entrevistado três vezes. Numa fase derradeira, é avaliada a vida pregressa, e o candidato deve encaminhar dezoito certidões sobre a trajetória.

GUABIROBA – Cesinha ressalta que a Associação tem promovido mudanças, em especial através da cultura do pertencimento. Assim, moradores participam de iniciativas, como o Jornal da Guabiroba, projetos para as crianças, e até a reforma da sede. Sobre o quanto a sua formação poderá beneficiar a comunidade, ele acrescenta: “Amo a Guabiroba, e já tive oportunidades para sair. Mas é a Guabiroba que me acolhe, e oferece tranquilidade. Assim, creio que a qualificação me proporcionará outra visão, novos ângulos em relação à gestão pública. Confio que o aprendizado estará impulsionando e qualificando aquilo que já faço. E tudo que for oportunizado na RAPS, será compartilhado com a periferia, ajudando os demais com essa experiência e formação”.

Guabiroba logoVITÓRIA sobre um câncer, foi experiência recente que mudou Cesinha. “Não fumo, não bebo álcool, nem champanhe no fim de ano. E pratico atividade física diariamente. Mas, num exame de rotina, me deparei com um câncer no estômago. Quando soube, o chão sumiu, e a razão se foi. Restou apenas a fé, literalmente a fé. Questionei tudo o que já havia passado, mas entendi que Deus tem me colocado em lutas e batalhas. E muitas suspeitei que iria vencer. Mas tive a certeza de uma missão aqui, e reafirmei minha obstinação por aquilo que acredito. Nesse momento, alguns amigos se tornaram conhecidos, e muitos conhecidos tornaram-se amigos. O carinho foi inexplicável. Foi algo que não tenho, e não tive forma de agradecer”.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções