Diário da Manhã

quinta, 27 de fevereiro de 2020

Notícias

Guerra entre grupos rivais registra mais duas mortes

31 maio
09:58 2014

Agora já são 41 homicídios e dois latrocínios registrados este ano

CLÁUDIO, morto no Dunas

CLÁUDIO, morto no Dunas

Pelotas registrou mais dois casos de homicídio, tendo os dois crimes ocorridos na mesma noite num intervalo de pouco mais de 20 minutos, sendo um deles no Núcleo Habitacional Dunas, no Bairro Areal e outro, na Vila Gotuzzo, no Bairro Fragata. A estatística contabiliza 41 assassinatos até o momento. As vítimas são: Cláudio Antônio da Paz Gama, de 22 anos (01/05/92), o “Tadinha”, e Diego Nogueira Aires, 27 anos (04/07/86), o “Japinha” ou “Dieguinho”.

Por volta das 20h30min, três homens armados com revólveres e encapuzados invadiram a residência de Cláudio, na Rua 14 do Loteamento Dunas. A vítima, que já havia cumprido pena e que atualmente trabalhava como mecânico de motos preparava o jantar na companhia da mulher e da enteada. Os bandidos perguntaram onde estavam as armas, tendo este respondido que não tinha armas. Eles ordenaram que a mulher e a criança se trancassem no quarto porque a bronca não era com elas. Foi então que efetuaram três disparos, tendo um dos tiros alvejado a vítima na cabeça.

Uma guarnição da Brigada Militar esteve no local e isolou a área, assim como as equipes de Homicídios e do Instituto Geral de Perícias.

DIEGO, morto no Fragata

DIEGO, morto no Fragata

FRAGATA – Na Vila Gotuzzo o crime ocorreu dentro de uma casa apontada como sendo ponto de tráfico, localizada na esquina das ruas Machado de Assis e Rodrigues Alves. Diego foi morto com um tiro no peito. Testemunhas informaram aos policiais que atenderam a ocorrência que, por volta das 21h, um homem invadiu a casa de arma em punho e atirou contra a vítima, que estava sentada na sala.

Quando os policiais chegaram na casa Diego ainda apresentava sinais vitais. Foi acionada uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas ele morreu quando recebia atendimento médico.

As circunstâncias do crime serão investigadas pela Polícia. A suspeita é de que haja alguma ligação com o tráfico de drogas.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções