Diário da Manhã

sexta, 15 de novembro de 2019

Notícias

HOMICÍDIO : Jovem assassinado no loteamento Dunas

18 outubro
08:24 2019

Na manhã de quinta, jovem de 22 anos foi morto com tiro nas costas

Alvejado com tiro que atingiu as costas, jovem foi assassinado ontem pela manhã no loteamento Dunas. O corpo de Rafael Alves Fonseca, foi localizado por moradores, que comunicaram a polícia e Brigada Militar sobre o crime. 

            Investigação a cargo da Delegacia e Homicídios e Proteção às Pessoa, apura se há testemunhas o fato, e o que teria motivado o assassinato, bem como possível autoria.

PRISÃO – Nesta semana houve a prisão de homem com 62 anos. A captura ocorreu através de agentes da 3ª DP, que cumpriram o mandado de prisão. Conforme divulga a polícia, o idoso está com pena de 6,6 anos. Ele é acusado de tentativa de homicídio. Após os procedimentos de praxe, o homem foi conduzido até o Presídio Regional de Pelotas.

Polícia investiga o crime no Areal

Polícia investiga o crime no Areal

VEÍCULO foi recupera ontem pela Brigada Militar. De acordo com o registro, moradores comunicaram que um Fiat Uno Mille Ex, cinza, estava abandonado à rua Gago Goutinho no bairro Areal. Guarnição da BM deslocou até a rua, e verificou que o veículo, conforme consulta no sistema da segurança pública, constava na condição de furto/roubo. Diante da constatação, foi acionado o serviço de guincho designado pelo Detran, e o Uno foi levado até a Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA).

INCÊNDIO – Morador do Parque Fragata no Capão do Leão, compareceu na delegacia para registrar que teve o veículo incendiado. O fato ocorreu na madrugada, e o carro estava no pátio da casa da vítima de 33 anos. De acordo com o relato, possivelmente o veículo tenha sido empurrado, pois estava num outro ponto e, se tivesse queimado no local aonde havia sido deixado durante a noite, a casa fatalmente teria sido atingida. A vítima acrescenta que acordou com a buzina do carro mas, ao sair para verificar o que estava ocorrendo, deparou-se com o veículo em chamas. No boletim de ocorrência, a vítima indica um suspeito, e conta que a ação provavelmente tenha sido por ciúme. Afinal, ele reatou com um relacionamento amoroso. Porém, o marido da mulher não aceita a separação. E, à esposa, o suspeito de 46 anos já teria proferido ameaças. A vítima acrescenta que o carro não tinha seguro.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções