Diário da Manhã

quinta, 06 de agosto de 2020

Notícias

Horóscopo do dia 29/06/2014

30 junho
16:52 2014

AriesÁries (21 de mar ~ 20 de abr)

Confusão e engano nas relações cotidianas. Não se julgue preterido só porque imaginou coisas sobre si que os outros desconsideram.

 

TouroTouro (21 de abr ~ 20 de mai)

Cuidado com as avaliações nos negócios, compras e vendas. Pode adquirir algo que se revele depois muito diferente, para pior.

 

GemeosGêmeos (21 de mai ~ 20 de jun)

Seus sentimentos, a respeito daquilo que lhe agrada e desagrada, tendem a se mostrar particularmente enganosos e ilusórios.

 

CancerCâncer (21 de jun ~ 21 de jul)

Você se ressente devido a um mal entendido ou uma avaliação equivocada. Problemas de saúde precisam ser mais bem considerados.

 

LeaoLeão (22 de jul ~ 22 de ago)

Evite fantasiar demais as expectativas. Os sentimentos afetivos podem se misturar com impressões negativas e isso não será bom.

 

VirgemVirgem (23 de ago ~ 22 de set)

Os conselhos e a participação das pessoas em sua orientação profissional serão confusos e inapropriados. Evite opiniões alheias.

 

LibraLibra (23 de set ~ 22 de out)

Atenção aos maus hábitos do corpo, da alimentação e da saúde. A preguiça toma conta nos afazeres cotidianos. Reaja!

 

EscorpiãoEscorpião (23 de out ~ 21 de nov)

Sentimentos amorosos vertiginosos, mas também instáveis. Você julga mal as pessoas queridas e enxerga o que não existe.

 

SagitárioSagitário (22 de nov ~ 21 de dez)

O relacionamento a dois é envolvido em sentimentos insidiosos e traiçoeiros. Você tende a se magoar devido a fantasias.

 

CapricornioCapricórnio (22 de dez ~ 20 de jan)

Desde as palavras mal colocadas, as meias verdades, até a ausência de comunicação, tudo isso colabora para você se atritar.

 

AquarioAquário (21 de jan ~ 19 de fev)

Você mesmo pode não estar compreendendo bem quais são seus desejos. Os gastos com diversões variadas podem passar da conta.

 

PeixesPeixes (20 de fev ~ 20 de mar)

Os sentimentos se volatilizam, de uma hora para outra, em algo incompreensível. Convém não acreditar em tudo o que sente.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções