Diário da Manhã

sábado, 04 de abril de 2020

Notícias

Hospital Escola é campo de estágio para cursos de diversas áreas

Hospital Escola é campo de estágio para cursos de diversas áreas
06 dezembro
09:05 2019

Com mais de mil funcionários, o Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel) atua nas áreas assistencial, administrativa e de extensão.

As atividades desenvolvidas rotineiramente vão além da assistência aos pacientes, como a administração de pessoas, finanças, tecnologia da informação e hotelaria. Por se tratar de um hospital vinculado a uma universidade, facilita e favorece a oferta de estágios curriculares, servindo também como campo de pesquisa e extensão. Atualmente, a instituição conta com 700 estagiários, nas áreas assistencial e administrativa, como no serviço de comunicação, setores jurídico e de infraestrutura.

ATUALMENTE a instituição conta com 700 estagiários

ATUALMENTE a instituição conta com 700 estagiários

Segundo a Gerente de Ensino e Pesquisa (GEP) do HE, Beatriz Vogt, apesar de ser instituição de saúde, a área administrativa também pode ser utilizada como campo de estágio e contribui muito com o ensino e formação dos acadêmicos da universidade. “A presença dos estagiários no hospital otimiza os processos e estimula a atualização dos profissionais, fundamental para o crescimento dos serviços”, destaca a gerente.

No serviço de comunicação do hospital, atuam dois estagiários do curso de Cinema da UFPel. De acordo com a publicitária Clarice Becker, a presença dos estagiários tem enriquecido os trabalhos, através de novas ideias e na produção de materiais, aproximando ainda mais a universidade do hospital. “Através deles, é possível aproveitar a estrutura da universidade, em termos de equipamentos e programas que não estão disponíveis no hospital, além da constante troca de conhecimento e atualizações na área”, destacou.

Conforme o chefe da Divisão de Logística e Infraestrutura Hospitalar do HE, Eduardo Albuquerque, a participação de estagiários no setor de Infraestrutura Física é muito positiva para o aprendizado do estudante, uma vez que neste ambiente são adotadas práticas e controles específicos, ao mesmo tempo que para a instituição permite o recebimento de uma opinião distinta, possibilitando o aperfeiçoamento em seus processos. “Além dessa troca, a presença do estagiário auxilia proativamente na realização de tarefas cotidianas”, completou.

Larissa Aires é estudante do 6º ano do Curso de Direito da UFPel e participa de um projeto, coordenado pelo chefe do Setor Jurídico do HE e professor da UFPel, Gustavo Kratz Gazalle. Dentre suas atividades, estão a elaboração de peças processuais, acompanhamento de audiências, elaboração de pareceres nas áreas do direito administrativo, direito médico e direito do trabalho. “Ter a parte prática, principalmente trabalhista, que nós não temos muito na faculdade, facilita o entendimento dos conteúdos”, destacou a estagiária.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções