Diário da Manhã

quarta, 08 de julho de 2020

Notícias

Jhonatan no Pelotas : Confirmada primeira contratação para o setor ofensivo do Lobão

04 junho
09:30 2014
Jhonatan chega para compor ataque do Pelotas nas competições do segundo semestre Foto: Pedro Antunes/Assessoria ECP

Jhonatan chega para compor ataque do Pelotas nas competições do segundo semestre
Foto: Pedro Antunes/Assessoria ECP

Por uma questão de disponibilidade de mercado, o Pelotas formou primeiro o sistema de defensivo. Os elementos (jogadores) para o ataque são mais difíceis de ser encontrados e, por consequência, mais valorizados. Por isso, apenas na véspera da apresentação oficial do grupo para o Brasileiro da Série D, é que chegou o primeiro atacante à Boca do Lobo. É Jhonatan da Silva Pereira, 25 anos, que teve a formação na base do Grêmio.

É mais um jogador indicado por Julinho Camargo, que trabalhou com o atacante no Grêmio. O diretor executivo de futebol Sérgio Ferreira revela que Jhonatan é atacante de velocidade, canhoto e que costuma jogar pelo lado direito do ataque, entrando em diagonal na direção da área adversária. Ele já passou pelo Metropolitano, Atlético/PR, Juventude, Sheriff da Maldóvia e Tractor Club do Irã. Sua última equipe foi o Juventus, de São Paulo.

O Pelotas tem outros dois atacantes contratados. Um deles chega nesta quarta à Boca do Lobo. Além disso, a diretoria do clube segue esperando a resposta de Soares, ex-Veranópolis. Já a tentativa de contratar Brandão, que está no Ypiranga, não evoluiu em função da dificuldade de contato com o empresário do atleta, o ex-zagueiro Jorge Baidek.

Tem ainda acerto encaminhado com um lateral esquerdo, que irá disputar posição com Anderson Luís – esse confirmado pela diretoria. O zagueiro Tiago Gasparetto se apresentou na tarde de ontem ao clube e se juntou aos jogadores que já estão treinando no Parque Lobão. A apresentação oficial do elenco ocorre nesta tarde às 15h.

Bate Pronto por Caldenei Gomes

Mudança nas copas regionais

Os grupos estão maiores – até em função do número projetado de clubes -, mas a fórmula das copas regionais mudou pouco. Cada chave regional (Serrana, Metropolitana e Sul/Fronteira) vai apontar seu campeão. Da mesma maneira em que foi em 2013. O que mudou é que haverá a soma de pontos corridos nos dois turnos. Ao final do segundo turno, os quatro primeiros colocados de cada grupo vão fazer as semifinais e a final.

Na sequencia, o vencedor de cada chave regional e mais o campeão da Copa RS (torneio ao estilo da Copa do Brasil) se reúnem numa sede única para a disputa da Supercopa. Exatamente como no ano passado. O campeão da Supercopa garante vaga na Série D de 2015. Já o vencedor da Copa RS vai para a Copa do Brasil.

Os clubes têm até o dia 9 para comunicar a desistência. Mas quem não está na competição e queira participar pode confirmar presença até dia 11. A promessa é de divulgação da tabela no dia 13.

……………………………………..

Dívida

Suca  pode comemorar hoje o acesso do seu time, o Brasil de Farroupilha, à primeira divisão. O treinador já deixou escapar essa condição em duas oportunidades. Em 2002, no Brasil, ele precisava apenas do empate com o Avenida no Bento Freitas. Mas perdeu por 2 a 1, de virada. Três anos depois, comandava o Pelotas, o principal favorito da Segundona de 2005. Um empate na Boca do Lobo com o Gaúcho e outro diante do Sapucaiense transformaram o sonho em pesadelo.

……………………………………

Seleção faceira

foto 4 página 13A Seleção Brasileira fez diante do Panamá o que se esperava. Venceu naturalmente, fez goleada e ainda jogou para a torcida, com lances bonitos e firulas. Com a qualidade que possui, se encontrar espaço, o Brasil dá show, encanta e entusiasma. Mas pode enganar também.

O time é faceiro, contrariando o histórico de Felipão, que se consagrou com times fortes na defesa, de força competitiva e muita bola alta na área adversária. A atual seleção tem apenas um jogador essencialmente de marcação no meio-campo. O segundo volante sai para o jogador, tem vocação ofensiva. Oscar é um meia-atacante.

Os jogadores de lado no ataque são igualmente atacantes. É uma equipe leve e técnica. A mostra da Copa das Confederações foi consagradora, com a conquista do título de maneira de invicta. Mas o Mundial é outra coisa. Se ganhar será a redenção do futebol técnico do Brasil. Se perder será porque o treinador abandonou seu estilo preferido para agradar os saudosistas do futebol-arte. O resultado final é o que vale.

……………………………………..

- Jhonatan, o atacante anunciado ontem pelo Pelotas, esteve no grupo principal do Grêmio em 2007. O time treinado por Mano Menezes. Subiu junto com Maílson, Itaqui e Rafael Carioca. É o menos lembrado daquela geração.

- O presidente Lúcio Barreto apresentou na reunião do Conselho Deliberativo do Pelotas, ontem à noite, o balanço financeiro de sua gestão que começou em abril.

            

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções