Diário da Manhã

domingo, 15 de dezembro de 2019

Notícias

JUDICIÁRIO/RS : Servidores encerram greve e comemoram várias conquistas

JUDICIÁRIO/RS : Servidores encerram greve e comemoram várias conquistas
20 novembro
08:43 2019

Após 52 dias, os trabalhadores do Judiciário gaúcho decidiram, em assembleia geral na semana passada, mais precisamente no dia 14, encerrar a greve. A paralisação foi a maior da história da categoria.

Na assembleia, os dirigentes das entidades que representam os servidores da Justiça e participaram da mesa de negociação com a presidência do TJRS apresentaram aos trabalhadores as propostas estabelecidas na última reunião. A oficialização dos termos do atendimento à pauta de reivindicações da categoria levou a quase totalidade dos participantes da assembleia a definir o fim do movimento grevista.

Entre as propostas aceitas estão a criação de um grupo de trabalho para debater a valorização das carreiras, a celeridade na tramitação administrativa dos requerimentos pela majoração do auxílio-condução para oficiais de justiça e a votação do pedido de equiparação do auxílio-refeição em Órgão Especial ainda este ano. A compensação dos dias paralisados será feita sem prazo final e definida pelas direções de comarcas em acordo com os trabalhadores. Os salários que foram descontados durante a greve serão devolvidos em folha suplementar no dia 10 de dezembro para os trabalhadores que realizarem a compensação. Confira a íntegra dos itens do acordo aqui.

Para o diretor de política e formação sindical do Sindjus, Marco Velleda, o sucesso do movimento, materializado pela negociação firmada com o tribunal, é resultado direto da luta da categoria. “Fizemos a maior greve da história do Judiciário gaúcho, movimento que ganhou destaque no Rio Grande do Sul e também repercutiu em todo o Brasil, com o apoio de entidades parceiras que apoiaram nossa luta. A categoria está de parabéns pela garra e pela persistência nestes 52 dias.”

A decisão pelo fim da greve, no entanto, não encerra a mobilização da categoria, conforme alertaram os dirigentes das entidades. Os representantes salientaram que a categoria deve permanecer mobilizada e fiscalizar de perto o cumprimento dos compromissos firmados pela Administração.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções