Diário da Manhã

quinta, 01 de outubro de 2020

Notícias

LIVRO : Malabares dos contrários na balada dos tempos sombrios

03 setembro
09:12 2020

livro CLÁUDIO capaRonda, Tempo, Pescaria, Banheiro, Uma Noite, Dormência, Malabares, Poemas de Tempos Sombrios, Das Pequenas Alegrias da Vida, Balada do Lobo da Estepe. Alguns dos 25 textos que integram o livro “Concerto Dissonante em Sol Menor” (96 páginas), que está sendo lançado pela editora gaúcha Buqui. O autor é o pelotense Cláudio Ricardo Reinhardt, que reuniu textos da mocidade, com criações recentes. Cláudio também integra a banda Habeas Corpus – em “quarentena” há algum tempo como diz -, que realizou vários shows no período 2004/2005. Cadeirante por conta de distrofia muscular, além do punk rock, dedicou-se à formação em ciências sociais e direito. Como servidor, atuou no Sanep, Banco do Brasil, e atualmente está na Justiça do Trabalho. Ele menciona que o interesse pela literatura cresceu há cinco anos quando, por três semestres, cursou português/francês na UFPel. A experiência estimulou leituras, e a criação literária. O livro pode ser adquirido – versões física e e-book – na Amazon. Também no site: editorabuqui.com.br

LIVRO – Cláudio observa: “Alguns textos foram escritos quando eu tinha vinte e poucos anos. Dos 25 textos que compõem o livro, apenas os contos de abertura e encerramento tiveram um processo mais disciplinado, no qual todo dia eu tirava um tempo e tentava criar um pouco. Os demais foram textos que vieram a partir de uma necessidade de escrita, e já apareceram mais ou menos prontos, necessitando apenas de uma lapidação. Todavia, quando decidi reuni-los em livro, o material passou por um processo de revisão, e alguns até mesmo de reescrita. Esse processo foi feito nas minhas férias do trabalho, em dezembro do ano passado”.

CONCERTO – O autor explica: “Acredito que a definição fica para cada leitora ou leitor do livro. Mas, de certa forma, tentei sintetizar um pouco da obra, a partir do título. Concerto Dissonante em Sol Menor, remete à musica, que é algo de fundamental importância na minha vida, e uma arte com a qual sempre flertei. Além disso, o dissonante tenta traduzir um pouco da multiplicidade de escritos do livro, os quais por vezes são completamente opostos entre si. E Sol Menor, para além da musica, me passa a ideia também de algo de menor luz, um pouco de sombra, talvez, o que seria como meandros melancólicos dos textos. Por fim, alguns textos tocam questões sociais, mas numa perspectiva crítica e, espero, não panfletária”.

Autor Cláudio Reinhardt

Autor Cláudio Reinhardt

LITERATURA – “Eu gosto muito de literatura brasileira contemporânea. Realismo, realismo fantástico, e as novas correntes literárias, que rompem um pouco os limites entre ficção e realidade, me atraem bastante. Acredito que tudo que lemos nos influencia de alguma forma, nem que seja para saber o que não é legal, o que é enfadonho. Mas, entre os autores que gosto: Machado de Assis; Clarice Lispector; Graciliano Ramos; Leminski, Manuel Bandeira; Caio Fernando Abreu; João Ubaldo Ribeiro; Mario de Andrade; Cristóvão Tezza; Oswald de Andrade; Carlos Drummond de Andrade; João Cabral de Melo Neto; Chico Buarque; Raul Seixas; Renato Russo; Belchior. A literatura tá na música também”, acrescenta.

HABEAS CORPUS retomou ensaios regulares em 2019. Porém, dois integrantes foram trabalhar em Santa Catarina, e o grupo novamente interrompeu atividades. Mas, diz Cláudio Reinhardt, músicas podem ser localizadas no Spotify. Enquanto a banda não retoma os shows, Cláudio é parceiro de Myro Rizoma no projeto Aquarius, que tem canal no Youtube.

Por Carlos Cogoy

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções