Diário da Manhã

quinta, 06 de agosto de 2020

Notícias

Mais de 250 mil trabalhadores solicitaram seguro-desemprego no primeiro semestre no RS

Mais de 250 mil trabalhadores solicitaram seguro-desemprego no primeiro semestre no RS
13 julho
09:09 2020

O Rio Grande do Sul contabilizou 255.097 solicitações do benefício do seguro-desemprego, de janeiro a junho de 2020. O índice representa aumento de 29,2% em relação ao mesmo período de 2019. No primeiro semestre de 2020, 90,6% dos trabalhadores (231.189) foram habilitados a receber o benefício e foram pagas 645.210 parcelas, que equivalem a R$ 863.194.218.

O estado ocupa a 5ª posição no ranking nacional de requerimentos do seguro-desemprego, atrás de São Paulo (1.185.070), Minas Gerais (441.820), Rio de Janeiro (306.580) e Paraná (264.114). Ao todo, o Brasil contabilizou 3.950.607 solicitações no primeiro semestre.

Do total de solicitações (255.097), 117.199 foram recebidas pela internet e 134.528, presencialmente, nas Agências FGTAS/Sine no RS. As unidades da Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS) que registraram os maiores números de requerimentos foram Porto Alegre (10.006) Caxias do Sul (5.129), Pelotas (4.493), Sapucaia do Sul (3.642), Passo Fundo (3.316) e Santa Maria (2.882).

Perfil do trabalhador desempregado gaúcho

Do total de requerentes que solicitaram o seguro-desemprego no primeiro semestre de 2020, 55,4% eram homens e 44,6%, mulheres. Com relação à faixa etária, 31,1% possuíam de 30 a 39 anos; 20%, de 40 a 49 anos; 19,3%, de 18 a 24 anos; 18,3%, de 25 a 29 anos; e 10,8%, de 50 a 64 anos.

No que tange à escolaridade, 51,5% tinham Ensino Médio completo; 13,1%, Fundamental completo; 11,9%, Fundamental incompleto e 7%, Superior completo. Ainda, 34,4% pertenciam ao setor de serviços; 27,9%, ao comércio; 27,1%, à indústria; 7,1%, à construção e 3,5%, à agropecuária. O salário da maior parte dos solicitantes variava de 2 a 3 salários mínimos (36,5%); 1,5 a 2 salários mínimos (32,3%); 3 a 4 salários mínimos (9,8%); e de 1 a 1,5 salários mínimos (8,3%).

Confira, na tabela a seguir, os dados mensais de requerimentos:

ANO

COMPETÊNCIA

REQUERIMENTO DIGITAL

REQUERIMENTO PRESENCIAL NA AGÊNCIA FGTAS/SINE

TOTAL

2020 Janeiro 2.677 29.649 32.326
Fevereiro 2.548 24.934 27.482
Março 10.474 22.170 32.644
Abril 44.972 7.731 52.703
Maio 37.527 28.554 66.081
Junho 19.363 21.490 40.853
2019 Janeiro 462 31.147 31.609
Fevereiro 284 29.278 29.562
Março 378 30.068 30.446
Abril 350 35.970 36.320
Maio 356 37.096 37.452
Junho 468 31.547 32.015

Atendimento presencial

De 23 de março a 10 de maio, o atendimento presencial nas Agências FGTAS/Sine esteve suspenso como medida de prevenção ao coronavírus. No período, foi estabelecido o regime de teletrabalho e mantido o atendimento à população por telefone, whats app e e-mail, além dos canais digitais. A reabertura das unidades ocorreu no dia 11 de maio.

Atualmente, 124 Agências FGTAS/Sine dispõem de atendimento presencial. Em Porto Alegre, esse serviço é oferecido, exclusivamente, nas Agências FGTAS/Sine Centro (Rua José Montaury, 31) e Zona Norte (Av. Baltazar de Oliveira Garcia, 2.132). No interior do Estado e na Região Metropolitana, permanecem fechadas as Agências FGTAS/Sine Gravataí, Lajeado, Rio Grande e Santo Antônio da Patrulha. Os servidores dessas unidades estão em regime de teletrabalho e os atendimentos nessas localidades seguem normalmente por meio dos canais virtuais.

O funcionamento de todas as agências coordenadas pela Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS) é de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. É permitida a entrada e permanência de público equivalente ao número de atendentes da FGTAS disponível nas unidades. É obrigatório, ainda, o uso de máscara e distância de, no mínimo, dois metros entre os trabalhadores que aguardam atendimento nas filas que se formarem eventualmente.

Requisitos para habilitação

O seguro-desemprego é um auxílio financeiro temporário concedido ao trabalhador desempregado demitido sem justa causa. Consiste no pagamento de três a cinco parcelas que vão de R$ 1.045 a R$1.813,03. A chefe da Seção de Apoio ao Trabalhador Desempregado da FGTAS, Carla Fontoura, detalha os requisitos para habilitação da modalidade formal do benefício e a quantidade de parcela correspondente:

Primeira solicitação:

  • quatro parcelas: o trabalhador com vínculo de 12 a 23 meses nos últimos 36;
  • cinco parcelas: o trabalhador com vínculo de, no mínimo, 24 meses nos últimos 36.

Segunda solicitação:

  • três parcelas: o trabalhador com vínculo de 9 a 11 meses nos últimos 36;
  • quatro parcelas: o trabalhador com vínculo de 12 a 23 meses nos últimos 36;
  • cinco parcelas: o trabalhador com vínculo de, no mínimo, 24 meses nos últimos 36;

Terceira solicitação em diante:

  • três parcelas: o trabalhador com vínculo de 6 a 11 meses nos últimos 36;
  • quatro parcelas: o trabalhador com vínculo de 12 a 23 meses nos últimos 36;
  • cinco parcelas: o trabalhador que comprovar vínculo de, no mínimo, 24 meses nos últimos 36.

Para encaminhar o benefício, o trabalhador necessita dos seguintes documentos:

  • - requerimento do seguro-desemprego;
  • - Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS físca ou CTPS digital (não obrigatória);
  • - Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho – TRCT;
  • - Termo de Homologação ou Termo de Quitação;
  • - documento de identificação com CPF;
  • - comprovante do FGTS (extrato ou saque);

Em caso de sentença judicial, também serão necessários Termo Judicial e Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

Como solicitar o benefício pela internet

O trabalhador pode realizar o encaminhamento do seguro-desemprego pela internet, após sete dias da dispensa, por meio do aplicativo Carteira de Trabalho Digital ou do portal www.gov.br.

Ao acessar a conta, é preciso clicar em “Solicitar Seguro-Desemprego” e informar o número do requerimento que está no comunicado de dispensa. Em seguida, confirmar a solicitação e obter um comprovante ao final do processo. Se a solicitação online for concedida automaticamente, o trabalhador receberá a informação de que a emissão das parcelas ocorrerá em 30 dias contados a partir da data de liberação pelo sistema. Caso ocorram problemas no encaminhamento on-line, será necessário entrar em contato pelo telefone 158.

Se o sistema notificar pendências, o cidadão deve enviar e-mail para a Agência FGTAS/Sine da sua cidade para que seja fornecido auxílio nas situações de seguro empregado doméstico, seguro com alvará judicial, seguro por término de contrato ou se o sistema acusar confirmação no posto e divergência de dados cadastrais.

Agendamento e informações

Para agendar o seu atendimento presencial ou para mais informações sobre os serviços, entre em contato com a Agência FGTAS/Sine do seu município

 

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções