Diário da Manhã

quarta, 21 de novembro de 2018

Notícias

Meira Ricci pode ser o Brasil na final

10 julho
08:47 2018

Após o término da fase quartas-de-final, a FIFA anunciou nesta segunda-feira mais um corte em seu quadro de arbitragem. Na semana passada quando saiu a primeira lista, restaram apenas 17 árbitros disponíveis na Rússia. Doze profissionais continuam habilitados para apitar o Mundial. Entre eles, o brasileiro Sandro Meira Ricci. Os escalados para semifinais (Andrés Cunha, do Uruguai; e Cuneyt Çakir, da Turquia) ficam fora da lista para ser o árbitro da final.

Sandro Meira Ricci é cotado para apitar a final da Copa do Mundo

Sandro Meira Ricci é cotado para apitar a final da Copa do Mundo

Os cinco árbitros cortados são: Nawaf Shukralla, do Bahrein, Janny Sikazwe, da Zâmbia, Jair Marrufo, dos Estados Unidos, Antonio Mateu Lahoz, da Espanha, e Damir Skomina, da Eslovênia.

Ricci, que apitou a classificação croata sobre a Rússia nas quartas-de-final – decisão que foi parar nos pênaltis – segue prestigiado na Rússia e foi bastante elogiado em suas atuações nesta Copa. Como o Brasil foi eliminado, ele segue com chances de apitar a final no dia 15 de julho, em Moscou.

Além de Sandro Meira Ricci, seguem no quadro de arbitragem: Alireza Faghani (Irã), Malang Diedhiou (Senegal), Mark Geiger (EUA), César Arturo Ramos (México), Néstor Pitana (Argentina), Matthew Conger (Nova Zelândia), Cüneyt Çakir (Turquia), Bjorn Kuipers (Holanda) e Gianluca Rocchi (Itália), Milorad Mazic (Sérvia), Andrés Cunha (Uruguai).

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções