Diário da Manhã

domingo, 20 de setembro de 2020

Notícias

Mesmo com fiscalização, aglomerações seguem em Pelotas

14 setembro
08:34 2020

Pelotas, pouco mais de um mês após ter adotado lockdown, que fechou atividades e restringiu a permanência de pessoas nas ruas durante 64 horas, de 8 a 11 de agosto, vive um período de certa estabilidade em relação à pandemia do novo coronavírus. No entanto, segundo especialistas do setor de Epidemiologia, é fundamental continuar observando as medidas de distanciamento social e o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs), pois a cidade continua, de acordo com o sistema de Distanciamento Controlado do Governo do Estado, pela terceira semana consecutiva em bandeira laranja, o que significa risco médio para contágio por coronavírus, mas não deve haver relaxamento na prevenção.

Com o objetivo de manter o foco na prevenção e no combate à pandemia, as forças de segurança do Município patrulharam a cidade, neste fim de semana, por meio das Operações Integradas, com intuito de manter o isolamento social e fiscalizar infrações, como a formação de aglomerações, comércio aberto irregularmente e fora do horário permitido, além do não uso de máscara em espaços obrigatórios. Guarda Municipal, Brigada Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e agentes de Trânsito participam das ações.

“Este é o primeiro domingo chuvoso, desde o início da pandemia em Pelotas. Por isso, o movimento nas ruas está bem mais calmo, e há um menor número de ocorrências”, explicou o secretário de Segurança Pública, Samuel Ongaratto.

Na noite de sexta-feira (11) e sábado (12), as viaturas percorreram locais conhecidos por registrar movimentação noturna, como a avenida Duque de Caxias, o prolongamento da avenida Pinheiro Machado, nas proximidades do Distrito Industrial, Centro e avenida Bento Gonçalves.

Forças de segurança no Município mantêm a fiscalização das normas de distanciamento social

Forças de segurança no Município mantêm a fiscalização das normas de distanciamento social

Aglomeração longe do Centro

Na madrugada de sábado para domingo, um posto de gasolina, localizado em uma rodovia, foi o ponto escolhido por grupo de 20 pessoas para um encontro com som alto e sem uso de máscaras de proteção facial. A fiscalização esteve no local e autuou os envolvidos, por aglomeração e não uso de máscara. “As festas clandestinas têm ocorrido, cada vez mais, nas proximidades da zona rural, com objetivo de tentar driblar a fiscalização”, observou Ongaratto.

Outra denúncia, relacionada a um bairro da cidade, levou os agentes de segurança a identificar o local onde havia reunião com 32 pessoas, em um salão improvisado, com comércio de bebida alcoólica e atividade de máquinas caça-níqueis. A Guarda Municipal atendeu a ocorrência, multou e conduziu os envolvidos até a Delegacia de Polícia Civil.

No domingo (13), como a maior movimentação ocorre durante o período do dia, os agentes percorrem o Laranjal, Recanto de Portugal, avenida Dom Joaquim e outros locais, de acordo com denúncias de aglomeração, das 13 às 19h. Na parte da noite, uma equipe se desloca ao bairro Fragata, na avenida Duque de Caxias, ponto que costuma registrar agrupamento de pessoas, para garantir a segurança no local e dispersar aglomerações.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções