Diário da Manhã

quinta, 09 de julho de 2020

Notícias

MÚSICA : Consentrio chega às plataformas

MÚSICA : Consentrio chega às plataformas
20 março
14:47 2020

Nesta sexta, EP da banda Consentrio estará online

Por Carlos Cogoy

consentrio logoA música não silencia. Se a orientação preventiva à saúde, impede a apresentação diante de público, os suportes eletrônicos podem ser uma alternativa para divulgar o som. Estratégia que está sendo divulgada pela banda Consentrio. Assim, nesta sexta o grupo estará disponibilizando o EP homônimo. Para escutar as cinco faixas da banda, que surgiu ano passado, basta acessar plataformas digitais como Deezer, Spotify, Youtube, iTunes.

LIVE – Outra forma de acompanhar o som da banda, que reúne Lucas Consentins (voz e teclados), Matheus Bastos (guitarra), Jeferson “Bolha” Marchetto (baixo) e Gabriel Soares (bateria), será a live que está programada para sábado. A partir das 21h, transmissão ao vivo através da Fanpage “Consentrio”, ou no Youtube acessando o canal Estrondo Records.

INSÔNIA – Lucas Consentins é o autor das letras de “Joelhos”, “Interlúdio”, “Faça força”, “O tempo e o samba”, e “Insônia”. Os arranjos foram elaborados coletivamente, e a mixagem ficou a cargo do Jeferson “Bolha”. Já a masterização coube a Luciano Matuck. “Insônia” já havia sido lançada como single, e conta com vídeo que teve direção de Thamires Seus, e produção de Matheus Rosa da Vizul. Para assistir, acesse Estrondo Records no Youtube. No refrão de “Insônia”: Para com essa insônia/ Tanta explicação/ A saída desse labirinto/ É só pra quem tem coração/ E o coração/ Tem que se reconstituir/ A cada acidente/ Retomar a contramão/ Desligar a mente/ E encontrar o coração/ Com ele são/ A gente vai poder ser feliz.

SOM – O EP foi gravado no começo deste ano. E o local foi o estúdio Trilha Hub Cultural, em Sapucaia do Sul. Na técnica, Rodrigo Rysdyk e Jeferson Marchetto. O vocalista Lucas Consentins acrescenta: “Gravamos ‘o grosso’ ao vivo, alguns overdubs de guitarra na ‘Joelhos’ e os teclados foram adicionados depois. Também, tocados em parceria por Gabriel Soares e Matheus Bastos, tanto na composição quanto na execução. Vozes de apoio foram gravadas por mim e pelo Gabriel”. Todos os integrantes da banda já têm mais de dez anos dedicados à música.

IDEIAS – Sobre as letras, Consentins reflete: “Tenho essas letras há algum tempo, tentei usá-las em outra roupagem, mas preferi deixá-las na gaveta. Até que, ao reencontrá-las, me deparei com uma fonte de força de vontade, que estava precisando pra seguir em frente, pois havia perdido alguns amigos para a depressão. Esse poder transformador que essas músicas têm, me fizeram melhorar em um momento ruim. Considero como um convite à meditação, em vários níveis. As letras carregam críticas sociais quase como parábolas, dando uma brecha para a livre interpretação. E, apesar de um momento difícil para a cultura, notamos que as pessoas têm sede de coisas novas”.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções