Diário da Manhã

domingo, 09 de agosto de 2020

Notícias

Nível da Barragem Santa Bárbara é o melhor desde 2019

Nível da Barragem Santa Bárbara é o melhor desde 2019
14 julho
13:36 2020

Índice que identifica a condição para captação da água bruta no manancial registrou 70 cm abaixo do ideal nesta segunda-feira

As recentes chuvas que chegaram à zona sul nas últimas semanas são as principais responsáveis pela recuperação da Barragem Santa Bárbara – o principal manancial da cidade, que abastece 60% do município. Esta segunda-feira (13), trouxe o melhor índice desde 2019 no local: 70 centímetros abaixo do nível ideal para captação de água bruta – medida que se mantém nesta terça (14). O número demonstra o significativo restabelecimento da Barragem no último mês, considerando que no dia 11 de junho ela registrava 4,40 metros negativos – o pior nível de sua história.

Do início do ano até agora, 543 milímetros de chuva foram notificados em Pelotas, 48 apenas nas primeiras duas semanas de julho. O coordenador do Departamento de Tratamento do Sanep, Vinicius Gonçalves, explica que maio e junho foram meses essenciais para o restabelecimento do manancial, uma vez que poucos milímetros de chuva foram registrados de janeiro até este período, em relação a anos anteriores. “Isso causou um grande déficit para a barragem, considerando o alto consumo de água entre dezembro e março, devido ao verão”, ressalta.

A previsão de mais chuva para a região é indício de melhora para o manancial, já que toda a precipitação registrada na zona sul reflete na recuperação da barragem – diferentes das chuvas na Serra Gaúcha e na Região Metropolitana, que repercutem na Lagoa dos Patos. “Temos quatro tributários principais [rios e cursos de água menores que desaguam em outros lugares] que nos influenciam e, às vezes, mesmo depois de dois ou três dias da chuva, ainda colocam água dentro do Santa Bárbara”, detalha Gonçalves.

Relembre

No início do mês, a Prefeitura atualizou o decreto municipal que versa sobre as restrições do uso da água tratada em Pelotas, publicado originalmente em fevereiro para conter os prejuízos da estiagem. De acordo com o dispositivo legal, as novas ligações de água podem ser retomadas pelo Sanep – serviço que já começou na semana passada, dando prioridade a idosos e pessoas com deficiência.

Segundo a diretora-presidente da autarquia, Michele Ansina, o decreto segue preconizando a restrição do uso da água tratada em atividades não essenciais, como lavagem de veículos e irrigação de gramados. Ela afirma que a situação será reavaliada após a normalização dos níveis da Barragem.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções