Diário da Manhã

domingo, 17 de novembro de 2019

Notícias

Olimpíada de Astronomia e Mostra de Foguetes premiam 26 alunos da rede municipal

30 outubro
08:59 2019

A 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e a 13ª Mostra Brasileira de Foguetes (MobFog) tiveram, entre os vencedores de 2019, 32 alunos pelotenses. Destes, 26 são da rede municipal de ensino e receberam, ontem,  medalhas de ouro, prata e bronze, e certificados de participação, durante cerimônia realizada no auditório da Secretaria de Educação e Desporto (Smed).

O momento, conforme a prefeita Paula Mascarenhas, foi voltado ao reconhecimento dos talentos do município e da vontade de aprender. Os estudantes, entre 7 e 12 anos, integram projeto sobre a temática nas escolas municipais de Ensino Fundamental Núcleo Habitacional Dunas, Nestor Elizeu Crochemore (7º distrito) e Bruno Chaves (9º distrito), idealizado pela professora Aline Rodrigues para as turmas do 3º ao 6º ano.

MEDALHAS foram entregues aos estudantes das escolas Núcleo Habitacional Dunas, Nestor Elizeu Crochemore e Bruno Chaves

MEDALHAS foram entregues aos estudantes das escolas Núcleo Habitacional Dunas, Nestor Elizeu Crochemore e Bruno Chaves

“Competir e ganhar medalhas é bacana, mas o que vocês aprenderam é o mais importante”, disse a prefeita aos alunos. A chefe do Executivo Municipal destacou o papel das escolas de estimular a inteligência e o conhecimento, dando as mais diversas oportunidades aos jovens.

“Estou muito orgulhosa do desempenho dos nossos alunos, desse legado de conhecimento. Precisamos despertar isso, com alegria e entusiasmo, mostrando que a educação pública tem qualidade e que os nossos jovens estão se destacando”, afirmou Paula.

A Smed trabalha para que mais escolas se engajem da OBA e da MobFog, abrindo novas oportunidades de participação no projeto. O secretário Artur Corrêa enfatizou que essas atividades precisam ser estimuladas desde cedo e lembrou que o resultado obtido em Pelotas é consequência do trabalho conjunto, com enfoque no ensino e na aprendizagem.

Esse estímulo começa já em casa para Gabriel Ribeiro Ferreira, 10 anos. Estudante do Dunas, neste ano ele ganhou duas medalhas de ouro pelo desempenho nas competições: uma na olimpíada e uma na mostra, repetindo o feito de 2018.

“A melhor parte de participar é poder aprender mais sobre astronomia”, contou Gabriel, que foi acompanhado do pai, Fabiano Ferreira, receber a premiação. Ele projeta para o futuro uma carreira como jornalista, sem deixar de lado o gosto pelos mistérios do universo.

O pai é o maior torcedor, seja levando às aulas do projeto ou comprando material para as experiências do filho, como no lançamento de foguetes experimentais. “Temos muito orgulho da conquista”, resumiu Fabiano.

 

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções