Diário da Manhã

terça, 25 de junho de 2019

Notícias

“PATRIMÔNIO NOSSO” : Grupo expõe bordados de obras de Leandro Selister

“PATRIMÔNIO NOSSO” :  Grupo expõe bordados de obras de Leandro Selister
11 junho
08:39 2019

Os visitantes da Fenadoce 2019 podem apreciar o trabalho de Leandro Selister localizado em diversos espaços da feira e, em especial, na exposição “Doces Bordados”. As bordadeiras do Grupo Doces Linhas, do Museu do Doce, coordenado pela professora da UFPel, Maria Antonieta Dall’igna, bordaram 12 obras do artistas, criadas por ele com exclusividade para o grupo.

O grupo composto por 13 bordadeiras da terceira idade, que bordou em tecido desenhos de detalhes do patrimônio de Pelotas, iniciou o trabalho em abril deste ano, após longos encontros com Selister. Os bordados foram feitos de forma coletiva e intensificaram o trabalho do grupo. “As palavras que melhor expressam o que nós sentimos ao ver nossos bordados incluídos na identidade visual da Fenadoce são felicidade e orgulho”, aponta a coordenadora do projeto, Maria Antonieta. Ela e as alunas se sentem orgulhosas por poder compartilhar com outras pessoas a admiração que sentem pela cidade. “Era um desejo  de muito tempo – bordar a cidade e seus casarões-  que se concretizou com os desenhos do Leandro Selister”, encerra.

OS BORDADOS foram feitos por 13 bordadeiras da terceira idade

OS BORDADOS foram feitos por 13 bordadeiras da terceira idade

“O grande lance deste trabalho é o sentimento de pertencimento. São mulheres de Pelotas que estão participando da feira. Elas são uma atração aqui”, conta Selister, que aponta ainda que muitas delas nunca imaginaram viver esse momento. Em 2018 Leandro fez bordados das suas próprias obras, realizando uma exposição em Porto Alegre. Por meio desta iniciativa o artista conheceu a coordenadora do grupo Doces Linhas, surgindo assim a ideia de levar um trabalho conjunto para dentro da Fenadoce.

Assinam a exposição as bordadeiras: Brunilda Jaheneck, Clarice Calderipe, Elisabete Hoffmann, Geneci Sodré, Maria Antonieta Dall’Igna, Maria Teresa Ferlauto, Marli Silva, Nara Bernt, Rita Lemes, Rosa Reis, Terezinha Cóssio, Vera Lucia Gonçalves e Zaria da Silva. O grupo nasceu da disciplina “Bordaduras – a Vida Bordada”, oferecido pelo projeto Universidade Aberta para Pessoas Idosas (UNAPI/UFPel), que era ministrada pela professora Maria Antonieta Dall’Igna, em 2017. Os encontros acontecem às quartas-feiras, em uma das salas do Museu do Doce.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções