Diário da Manhã

quinta, 05 de dezembro de 2019

Notícias

Pelotas institui oficialmente turno integral na educação

Pelotas institui oficialmente turno integral na educação
07 agosto
08:36 2019

O segundo semestre do ano letivo inicia-se diferente para quatro turmas da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Mário Meneghetti, no Getúlio Vargas. Cem alunos, de 1º e 2º anos, são pioneiros do turno integral implantado na unidade de ensino – a primeira das 93 escolas da rede municipal a adotar o sistema.

Na manhã de ontem,  na sede da Emef, reuniram-se o prefeito em exercício, Idemar Barz, o secretário de Educação e Desporto, Artur Corrêa, diretores da Secretaria e da Escola, professores, pais, mães e alunos para oficializar o início do turno integral no educandário. Palavras de otimismo e esperança, além de comemorações marcaram a data, considerada histórica em termos de avanços na educação municipal.

Escola de Ensino Fundamental Mário Meneghetti inicia o processo com 100 alunos

Escola de Ensino Fundamental Mário Meneghetti inicia o processo com 100 alunos

“A Educação está alicerçada em três pilares: na família, por meio dos princípios, na escola, pelo aprendizado, e na soma dos dois, que leva à sabedoria. O turno integral viabiliza a ampliação da formação dos alunos”, salientou o prefeito em exercício Idemar Barz.

O secretário Artur Corrêa lembrou que o turno integral faz parte do Plano de Governo da prefeita Paula Mascarenhas e que sua implantação marca o cumprimento desse compromisso. “As crianças são as peças mais importantes do processo. Vamos ampliar as discussões sobre a educação e vencer o desafio de ampliar para outras unidades o sistema de tempo integral”.

Transformação

A Emef Mário Meneghetti passou por reformas e ampliação. As obras estiveram sob gerência e fiscalização da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e foram entregues ao uso da comunidade estudantil, em maio deste ano, quando a prefeita anunciou a futura implantação do turno integral.

Antes da requalificação, ainda eram ministradas aulas em três contêineres adaptados. Foram construídas seis salas de aula novas e um conjunto de banheiros. O projeto executado incluiu intervenções no sistema de drenagem, piso cerâmico em dez dependências, recuperação da quadra esportiva e pintura interna e externa do prédio.

Atualmente, a escola localizada no Getúlio Vargas conta com 950 alunos e 83 profissionais. Até o fim do ano, de acordo com a diretora Bianca Aires da Silva, as vagas serão ampliadas até atingir 1.050 matriculados.

‘As oportunidades crescem para todos’

Luzia Pinto é mãe de Luana, que frequenta o 2º ano da escola. A menina de 8 anos é uma das que iniciam no novo sistema de turno integral. “As oportunidades crescem para todos. As crianças terão mais chances de aprender. Até aulas de Espanhol e Informática vão entrar a partir de agora. Para os pais, ampliam-se as chances de trabalho, pois os filhos estão seguros na escola”, afirma a mãe.

Adrian, também aluno do 2º ano, também começa as atividades em turno integral. Para a mãe do menino, Raiane Rabassa, “o sistema será muito bom, pois ajudará os pais a buscarem mais oportunidades e ampliará o conhecimento das crianças”. Raiane salienta que, “enquanto os pequenos estão dentro da escola, não estão nas ruas em más companhias ou aprendendo o que não devem. Eles estão seguros e bem-cuidados”.

A diretora de Ensino da Secretaria de Educação e Desporto (Smed), Loreni Peverada da Silva, comentou que o turno integral permite ampliar projetos, como o reforço escolar. “A meta é qualificar o ensino cada vez mais. Vamos trocar ideias com as mães para que participem dessa construção”. A Emef Mário Meneghetti, no turno integral, terá atividades em diversas áreas, como esportes, robótica, literatura, teatro, espanhol, música, linguagens, matemática e outras.

O ato que marcou o início do turno integral na escola contou com distribuição de pipoca, cupcakes, maçãs do amor, balas e refrigerantes para a criançada. Os diretores Adolfina Mauch (Gestão Escolar) e Roger Lemoes (Administração) da Smed também estiveram presentes. Todas as diretorias da Secretaria foram decisivas para a implantação do processo, de acordo com avaliação do secretário Artur Corrêa.

 

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções