Diário da Manhã

segunda, 17 de junho de 2019

Notícias

Pelotas recebe mais de R$130 mil para combater Dengue

Pelotas recebe mais de R$130 mil para combater Dengue
19 novembro
12:59 2013

Governos do Estado, federal e municípios intensificam estratégias de prevenção e combate à doença no RS

Nove municípios da região Sul receberão R$ 192,9 mil para a intensificação da vigilância e controle da dengue durante o verão. A cidade de Pelotas receberá o maior aporte de recursos, somando R$ 130,7 mil.  O objetivo principal das ações desenvolvidas pela Secretaria Estadual da Saúde (SES) para qualificar o combate à doença, é oferecer maior autonomia aos municípios e descentralizar a identificação das larvas do mosquito. Os investimentos totalizam R$ 3 milhões para 157 cidades do estado.

Os municípios contemplados foram escolhidos com base nos seguintes critérios: circulação viral da doença; infestação do mosquito transmissor; cidades de fronteira internacional e balneários de veraneio.

As estratégias de enfrentamento à dengue foram apresentadas em encontro na Capital, que reuniu nesta segunda-feira (18), os gestores municipais de saúde e técnicos de todos os municípios gaúchos.  O secretário estadual da Saúde, Ciro Simoni, salientou aos gestores a necessidade de intensificar o processo de mobilização de técnicos e o envolvimento da população: “somente um trabalho articulado, com a participação de todos, poderá levar ao sucesso da estratégia”, ressaltou.

O coordenador nacional do Programa de Dengue do Ministério da Saúde, Giovanini Evelim Coelho, apresentou as ações desencadeadas pelo Ministério da Saúde, que prevêem a implantação de nova sistemática de classificação pela Organização Mundial da Saúde (OMS), baseada em evidências científicas, para detecção de casos mais graves, que podem evoluir para óbito, e também ao sistema de informação mais qualificado, para vigilância epidemiológica.

“A questão climática, com o aumento da temperatura em dias do inverno, o verão mais extenso e o processo de expansão das áreas de infestação por larvas, levam a uma situação de vulnerabilidade para a dengue. O frio era uma proteção natural, mas hoje há dengue também na Europa”, explicou Giovanini, que disse, também, que o combate à dengue deve ser prioridade dos gestores no período do verão.

Dados no Estado

Em 2013, até o momento, o Rio Grande do Sul contabiliza 423 casos confirmados de dengue, dos quais 229 são autóctones, que significa que a doença foi contraída dentro do estado. Por meio de incentivos financeiros para a implantação de laboratórios municipais e intermunicipais, em 2013 o número de laboratórios de entomologia no estado aumentou de 58 para 92.

Combate à Dengue na Região Sul

  • CHUI – Fronteira Internacional – Recursos R$ 4.000,00
  • JAGUARAO -Fronteira Internacional- Recursos  R$ 4.000,00
  • PEDRAS ALTAS – Fronteira Internacional – Recursos R$ 4.000,00
  • PELOTAS – Infestada/Balneário- Recursos R$ 130.736,00
  • SÃO JOSE DO NORTE – Infestada/Balneário – Recursos R$ 10.223,00
  • SÃO LOURENCO DO SUL – Balneário- Recursos R$ 5.691,00 – Sul
  • RIO GRANDE – Balneário/ Fronteira Internacional – Recursos R$ 26.303,00
  • TAVARES – Balneário- Recursos R$ 4.000,00
  • HERVAL – Fronteira Internacional – Recursos R$ 4.000,00

 Total de Recursos: R$ 192.953,00

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções