Diário da Manhã

sábado, 16 de dezembro de 2017

Notícias

Pequenos do “Alto do Caixão” agora têm Casa da Acolhida

Pequenos do “Alto do Caixão” agora têm Casa da Acolhida
20 março
08:33 2017

Prefeito em exercício, Idemar Barz prestigiou a inauguração do espaço, de iniciativa do Banco de Alimentos Madre Tereza de Calcutá

O prefeito em exercício, Idemar Barz, prestigiou a inauguração da Casa da Acolhida Madre Tereza de Calcutá, na manhã de sábado, na Colônia Santo Antônio, 8º Distrito de Pelotas (Quilombo). A Casa vai beneficiar, inicialmente, 20 crianças de dois a oito anos de idade (podendo chegar a 40 crianças), quilombolas do Alto Caixão e moradoras da Comunidade Jesus de Nazaré.

Acompanhado da primeira-dama, Evanir Barz, o prefeito em exercício parabenizou a todos que contribuíram para que a Casa da Acolhida fosse uma realidade e disse que “o mundo precisa de boas ações, de virtudes, de esperança, ou não chegamos a lugar nenhum. O mundo precisa, cada vez mais, dar as mãos pelo bem comum”. Idemar adiantou que no dia 23 haverá uma reunião com o secretário de Educação e Desporto (Smed), Artur Corrêa, que vai avaliar a possibilidade de o Município contratar monitoras para trabalhar na Casa.

CRIANÇAS do 8º Distrito conheceram o amplo espaço

CRIANÇAS do 8º Distrito conheceram o amplo espaço

A prefeitura de Pelotas fez a terraplanagem do terreno em que foi construída a Casa da Acolhida pelo Banco Madre Tereza de Calcutá e com diversas doações (esquadrias, cimento, tintas, revestimentos, etc.; o Brechó Judiciário respondeu pela reforma da cozinha/refeitório). O professor Noé Vega e o arquiteto Ricardo Mendez, do projeto de extensão Núcleo de Habitação Social, da UCPel, acompanharam todo o processo, desde o início da obra, em janeiro de 2015.

A Casa da Acolhida conta com uma ampla sala de aula com banheiros, cozinha, refeitório e uma área coberta – onde as crianças poderão brincar em dias de chuva. Está euipada com mesas e cadeiras, brinquedos e livros. Liane Moraes Dorneles, de 32 anos, nasceu ali mesmo, no Alto do Caixão, e contou que esta será a primeira vez que a localidade terá uma escolinha para os pequenos. Agora seus filhos, Lavínia de 4 anos, e Gabriel de seis meses terão os devidos cuidados escolares. “Ficou muito lindo. O pessoal tá animado”, confidenciou Liane.

Às 10h15min uma missa foi celebrada pelo padre Capone – que foi homenageado pela mentora do Banco de Alimentos, Maria Eulalie Fernandes. “O padre Capone abençoa e acompanha cada entrega de alimentos do Banco, todos os meses. Ele é incansável, sempre presente”. Ela também agradeceu os moradores Edegar Nogueira e Lidiane Miranda da Cruz, que se envolveram na construção da Casa da Acolhida.

Após a missa e um breve ato solene, com rompimento da fita, todos confraternizaram comendo salgados e bolo. O presidente da Câmara Municipal, Luiz Henrique Viana (PSDB) participou da celebração. O deputado Luís Augusto Lara (PTB), apoiador do Banco de Alimentos, também esteve representado.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções