Diário da Manhã

quinta, 13 de agosto de 2020

Notícias

PLANTÃO DE POLÍCIA : Dois baleados em tiroteio no Navegantes

PLANTÃO DE POLÍCIA : Dois baleados em tiroteio no Navegantes
28 março
09:23 2014

Duas pessoas foram baleadas durante um tiroteio ocorrido na noite de quarta-feira no Bairro Navegantes II. As vítimas são um jovem de 19 anos e um adolescente de 15 anos. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de uma briga entre gangues.

Tudo começou por volta das 20h, na Rua Dona Darci Vargas, quando uma mulher teve a casa invadida por quatro homens, que ameaçavam matá-la. Os quatro suspeitos foram presos, sendo que um deles foi liberado após o pagamento de uma fiança estipulada em R$ 3 mil. Com eles foi apreendida farta quantidade de munição para arma de calibre 38 e uma touca ninja.

Por volta das 21h15min, a vítima L.C.B.S., de 19 anos, sofreu uma estava caminhando pelo bairro quando o carona de uma moto azul efetuou vários disparos em sua direção. O rapaz foi alvejado no braço esquerdo. Ele foi levado ao Pronto-Socorro de Pelotas (PSP), onde recebeu atendimento médico.

MENOR - Outra tentativa de homicídio foi registrada em um adolescente de 15 anos, que foi baleado de raspão na perna direita, por volta das 22h, quando visitava uma amiga. Um grupo de sete homens encapuzados passou em frente a casa e efetuou vários disparos, tendo um deles atingido o jovem.

POSSE – Um homem foi preso por posse irregular de arma de fogo, na Rua Mário Meneguetti, no Bairro Navegantes. Ele foi detido dentro de sua residência, por volta das 22h30min, estando de posse de um revólver calibre 22, além de uma chave micha.

◘ Acidente

Três pessoas ficaram feridas num acidente entre dois caminhões e dois veículos, ocorrido na manhã de ontem sobre a ponte do Retiro, na BR-116.  A colisão aconteceu por volta das 11h e causou um engarrafamento de seis quilômetros nos dois sentidos da rodovia. Um dos motoristas ficou preso nas ferragens, os outros dois tiveram ferimentos leves. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, o caminhão que trafegava no sentido Pelotas/Porto Alegre, teria invadido a pista contrária sobre a ponte e colidido com uma carreta com materiais para o Porto de Rio Grande. Esta atingiu mais dois veículos.

Estupro/assalto

Uma mulher de 29 anos de idade foi assaltada e estuprada no final da tarde de quinta-feira, quando voltava apara casa, na localidade de Posto Branco, 2º distrito de Pelotas.  A vítima teria saído da fazenda onde trabalha e voltava para casa quando foi abordada por um homem que estava numa motocicleta de cor preta. De posse de uma faca, ele a obrigou a entregar a bolsa, contendo R$ 70,00 e uma aliança de ouro. Mediante ameaça de morte ele a arrastou para o mato e a estuprou.

PROTEÇÃO : Rede de enfrentamento contra violência doméstica e familiar

Airton MichelsA Secretaria da Segurança Pública (SSP) começa hoje um ciclo de apresentações pelo Estado para explicar o funcionamento da Rede de Atendimento da Segurança Pública para o Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar. Em Pelotas, o encontro será às 10h, no Auditório do Ministério Público.

O evento ocorrerá em todas as cidades onde será implantada a Patrulha Maria da Penha. Em Pelotas, os servidores já estão capacitados e o município deve receber o serviço até o final do ano.

Representantes da SSP, da Brigada Militar, Polícia Civil, Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) e Instituto-Geral de Perícias (IGP) falarão sobre o papel de cada um dentro do fluxo de atendimento às mulheres vítimas de violência. Os públicos-alvo são organismos municipais de políticas para as mulheres, prefeituras, Ministério Público, Judiciário, Defensoria Pública, conselhos municipais, servidores e servidoras da segurança pública.

REDE – O projeto da SSP, que integra a Rede Lilás – coordenada pela Secretaria de Políticas para as Mulheres do RS –, acompanha as Medidas Protetivas de Urgência solicitadas ao Poder Judiciário por mulheres vítimas de violência doméstica. A Brigada Militar (BM), Polícia Civil (PC), Instituto-Geral de Perícias (IGP) e Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) trabalham juntas. A atuação ocorre desde o registro da ocorrência até a prisão e soltura do agressor. Mesmo com liberdade concedida, o Estado permanece com a vigilância, garantindo a segurança da vítima.

Com a Patrulha Maria da Penha, a Brigada Militar fiscaliza o cumprimento da Medida Protetiva de Urgência, requerida na DEAM (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) ou na DP. A Patrulha (com viaturas identificadas e PMs capacitados) faz visitas regulares à casa da mulher e presta o atendimento necessário no pós-delito e os devidos encaminhamentos.

Com o Projeto Metendo a Colher, da Coordenadoria Penitenciária da Mulher, da Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe), visa o combate aos casos de reincidência na violência contra a mulher. A ideia é conscientizar os agressores enquadrados na Lei Maria da Penha de que a segurança pública irá monitorá-los, mesmo em liberdade, além de educá-los para que não voltem a agredir.

 

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções