Diário da Manhã

segunda, 10 de agosto de 2020

Notícias

Polícia já tem suspeito do 28º homicídio do ano

Polícia já tem suspeito do 28º homicídio do ano
29 março
09:44 2014

O jovem Luã Landy Barbosa, de 15 anos, foi morto com dois tiros na Vila Bom Jesus

A Delegacia de Homicídios já identificou os suspeitos de envolvimento na morte do adolescente, Luã Landy Barbosa, de 15 anos, que foi morto a tiros na noite da quinta-feira, por volta das 20h, na Vila Bom Jesus, no Bairro Areal. Segundo aponta a investigação, os acusados de envolvimento no crime seriam tio e sobrinho. Aumenta para 28 o número de homicídios registrados em Pelotas este ano.

De acordo com testemunhas, o adolescente estava caminhando na Rua Martin Lutero, quando foi abordado por dois homens que fizeram os disparos contra ele. Atingido com um tiro no lado esquerdo, embaixo do braço, ele correu tentando escapar do atentado invadindo o pátio de uma residência, quando foi alvejado por outro disparo nas costas, que transfixou. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Informações extraoficiais dão conta que os suspeitos seriam os mesmo autores do atentado cometido na semana passada contra o irmão de Luã, que teria sido alvejado com cinco tiros. Em 2012 o pai do adolescente também teria sido assassinado.

TENTATIVAS – Na Rua 24 do Jardim Europa, no Bairro Areal, teve lugar uma tentativa de homicídio contra um homem de 35 anos, proprietário de um ferro velho. O atentado teria sido motivado por uma discussão com um homem com quem teria negociado um carro. Este teria ido ao local e depois de uma discussão efetuou os disparos contra a vítima, na presença de familiares. O caso está sendo investigado pela equipe da Delegacia de Homicídios.

Na Rua Fagundes Varela, no Bairro Areal, um homem de 47 anos foi baleado no pé direito. O crime ocorreu após a vítima ter discutido com um homem com quem tem uma desavença e que já havia lhe feito ameaças em vez anterior.

Em ambos os crimes as vítimas e familiares foram ameaçados de morte caso registrassem ocorrência policial.

PLANTÃO DE POLÍCIA

◘ Foragido

Na madrugada de ontem, no Bairro Fragata, durante uma abordagem de rotina, uma guarnição da Brigada Militar localizou um homem de 33 anos que junto ao sistema de Consultas Integradas constava como foragido do Presídio Regional de Pelotas desde novembro do ano passado. O foragido foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento onde foi efetuado o registro.

Porte

Uma viatura da Brigada Militar, em patrulhamento no Bairro Fragata, se deparou com um motociclista em atitude suspeita. Na abordagem a guarnição foi desacatada pelo suspeito, de 20 anos, que também resistiu á prisão.  O autor estava na motocicleta Honda/CG 125 FAN KS, porém, quando em consulta ao sistema os dados eram de outra motocicleta Honda/ML 125 de cor prata. Ele foi preso por resistência e porte ilegal de arma de fogo, pois se encontrava com um revólver calibre 38, s/marca com três munições intactas e seis celulares sem procedência. O veículo foi recolhido, devido à adulteração.

Tiroteio

Três menores foram flagrados com armas de fogo e munição durante um tiroteio ocorrido na tarde de ontem, na Rua Direitos Humanos, no Bairro Navegantes. Uma guarnição do Pelotão de Operações Especiais (POE) compareceu ao local. O motivo seria  a tomada de um ponto de venda de drogas . Ninguém se feriu.

◘ Justiça Restaurativa

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas (CEJUSC) está selecionando voluntários interessados em atuar facilitadores na prevenção e no tratamento de conflitos escolares e comunitários com a utilização de princípios e metodologia da Justiça Restaurativa.

Os requisitos para o exercício da atividade de facilitador de Justiça Restaurativa são possuir conduta ilibada, ser bacharel em direito ou ciências afins (serviço social, psicologia, filosofia, sociologia, ciência política, antropologia, história, pedagogia, administração, etc.) e não exercer a advocacia como atividade habitual, conforme regulamentado pela Resolução n.º 870/2011 do Conselho da Magistratura, órgão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

O processo de seleção será realizado por meio do exame de currículos, históricos escolares e entrevistas e os selecionados participarão de capacitação ministrada pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul em parceria com a Escola Superior da Magistratura.

Os interessados devem enviar currículo e histórico escolar para o endereço eletrônico [email protected] ou realizar a entrega na sala 706 do Foro de Pelotas (Avenida Ferreira Viana, nº 1134).

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções