Diário da Manhã

segunda, 15 de outubro de 2018

Notícias

Porto do Rio Grande: Até novembro crescimento de 5%

Porto do Rio Grande: Até novembro crescimento de 5%
13 dezembro
08:40 2017

O Porto do Rio Grande segue alto índice de crescimento no ano de 2017. Até o mês de novembro, o complexo portuário registra aumento de 5% quando comparado ao mesmo período de 2016. A marca de mais de 37,5 milhões de toneladas também já é praticamente igual a todo o ano de 2015. Destacam-se na movimentação cargas como a soja, o arroz e os contêineres.

“O ano foi atípico para o complexo portuário. Vimos meses com queda de movimentação quando comparado com o mesmo mês do ano passado, mas outros com crescimento exponencial como o caso de outubro que comparado ao 2016 teve crescimento de mais de 35% e novembro que tivemos mais de 11% quando analisamos o do ano passado”, afirma o diretor superintendente Janir Branco. A movimentação portuária depende não somente da capacidade do complexo, mas também de fatores externos como câmbio e valores das commodities.

“O cenário nacional e internacional são fatores preponderantes para a compra e venda de produtos. O Estado do Rio Grande do Sul é essencialmente agrícola e a variação de preços e valores cambiais favoráveis ao produtor são fatores para as movimentações portuárias”, avalia Branco. Destacam-se até o mês de novembro produtos como o arroz (+0,72%) e os contêineres que movimentam produtos como tabaco e frango congelado com crescimento de 5,6%.

O complexo soja tradicionalmente é o principal produto de movimentação do Porto do Rio Grande. O conjunto formado por óleo, farelo e grão teve crescimento de 16,8%, acumulando até o momento 13,9 milhões de toneladas. Somente o grão de soja teve crescimento de 26,5% e soma sozinho 11,8 milhões de toneladas. “Tivemos nos primeiros meses do ano uma saída atípica da safra 2016 e estamos vendo uma boa movimentação da safra 2017”, afirma Branco.

As principais origens das importações ao Porto do Rio Grande são: Argentina (950.371t), Estados Unidos (735.702t), Marrocos (712.654t), Argélia (669.303t) e, Rússia (446.412t). Já as exportações ficam na seguinte ordem: China (12,1 milhões de toneladas), Eslovênia (878.814t), Irã (729.605t), Coréia do Sul (722.033t) e, Japão (675.926t).

Expectativa

A SUPRG e o Governo do Estado avaliam que a movimentação total de 2017 deve superar o ano passado sendo assim, registrando o melhor ano da história do complexo portuário. “Estamos confiantes de que o mês de dezembro deve ser positivo e auxiliar para a aquisição do recorde. O secretário Pedro Westphalen e o secretário Fábio Branco liderado pelo Governador Sartori, buscaram ao longo desse ano a facilitação da logística gaúcha com projetos de melhorias na hidrovia e também na integração do sistema hidroportuário gaúcho o que facilita a competitividade dos nossos portos”, conclui Branco.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções