Diário da Manhã

domingo, 09 de agosto de 2020

Notícias

PREFEITOS DA AZONASUL DEFENDEM FILANTROPIA DA EMATER

PREFEITOS DA AZONASUL DEFENDEM FILANTROPIA DA EMATER
09 dezembro
16:03 2013

O prefeito de Pedro Osório, César Roberto Brito (PT), presidente da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azoansul), avaliou positivamente a audiência pública regional, realizada na última semana, em Canguçu, quando deputados federais e estaduais, entidades sindicais e representativas da sociedade organizada, prefeitos e vereadores reafirmaram a defesa da filantropia da Emater e a sua importância para a região e para a agricultura familiar gaúcha. Brito criticou a cassação da liminar que garantia a filantropia ao órgão, concedida após ação popular, o que acabou permitindo a sequencia de execuções e a liquidação da entidade. “É inadmissível que uma questão burocrática sobreponha-se a verdadeira missão do Poder Judiciário, que deve sempre buscar a justiça”, sustentou.

O coordenador do Conselho Regional de Secretários de assistência Social, Pablo Machin, de São Lourenço do Sul, lembrou que a Emater tem seu trabalho voltado exatamente para as famílias mais carentes e que tem uma necessidade maior, o que somente por isso já justifica a sua filantropia.  “A Emater é fundamental e muito já contribuiu para o desenvolvimento rural do Rio Grande do Sul e precisamos continuar com este trabalho”, defendeu.

Os deputados federais Fernando Marroni (PT) e Afonso Hamm (PP) também destacaram a importância da mobilização para reverter a situação. Hamm, que já foi diretor administrativo da Emater/RS-Ascar, disse que apoia a mobilização porque sabe da importância do trabalho desenvolvido na área de extensão e assistência técnica para mais de 250 mil famílias rurais, pescadores artesanais, assentados e de comunidades indígenas e dos quilombolas atendidas pelo serviço de assistência técnica e extensão rural. “A perda da filantropia da Ascar-Emater/RS pode causar inúmeros prejuízos à agricultura familiar gaúcha. Neste sentido, estamos trabalhando para alterar este quadro”, ressalta.

O deputado Marroni relatou avanços de audiência realizada na última semana, em Brasília, no Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), com a presença da ministra Tereza Campello. Ele anunciou a criação de um grupo de trabalho, coordenado pelo próprio MDS, que terá a incumbência de encontrar a alternativa viável para rever a decisão da Justiça Federal. “ É um grupo de trabalho que buscará alternativas para atender este grande clamor do povo gaúcho que é a preservação da nossa Emater, e, de modo especial, destas políticas publicas que, de fato, chegam até a casa dos agricultores”.

Na oportunidade, a gerente regional da Emter, Karen Peglow, falou que a mobilização demonstra a credibilidade da Ascar-Emater/RS e a boa imagem que a Instituição possui junto a todos os segmentos da sociedade gaúcha. Ela também apresentou um amplo relatório das ações realizadas na Zona Sul que sublinharam a relevância do órgão junto às prefeituras, servindo como uma ferramenta de trabalho para a promoção da qualidade de vida e desenvolvimento econômico e social no meio rural.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções