Diário da Manhã

sábado, 23 de março de 2019

Notícias

Prefeitura oferece aulas de vôlei gratuitas no projeto Sacada Cidadã

Prefeitura oferece aulas de vôlei gratuitas no projeto Sacada Cidadã
12 março
09:13 2019

Um projeto que oportuniza a prática esportiva no turno inverso da escola, inicia crianças e jovens no universo do voleibol e dá visibilidade a quem evolui na modalidade. Desde setembro de 2015 estes são os principais ganhos que o ‘Sacada Cidadã’ – projeto da Prefeitura – trouxe ao município. Somente em 2018, cerca de 150 jovens participaram das aulas voltadas a crianças e adolescentes de 10 a 17 anos.

Totalmente gratuita e aberta à comunidade em geral, a iniciativa está em sua terceira semana de atividades e também atrás de novos talentos. Para ingressar, as meninas e meninos interessados podem procurar o Ginásio Municipal da Educação Professor Orocindo Azevedo “Karosso” nos dias e horários do projeto: segundas e sextas-feiras, a partir das 13h30min (para alunos de 10 a 13 anos) e a partir das 14h20min (de 14 a 17 anos).

Nas aulas, os alunos aprendem tanto a parte teórica quanto a prática do vôlei, em aulas dinâmicas que estimulam o aprendizado da modalidade. As regras e fundamentos da prática são desenvolvidas paralelamente à socialização – item que, de acordo com o idealizador e coordenador do ‘Sacada Cidadã’, Ingo Stumm Júnior, representa um dos melhores aspectos da atividade.

“Vemos estudantes que chegam tímidos mudarem conforme o tempo, interagirem com os colegas e evoluírem na parte técnica. É uma oportunidade para que eles convivam menos na rede virtual e mais na vida real”, comenta Stumm.

Iniciativa do Município é voltada a crianças e jovens de 10 a 17 anos

Iniciativa do Município é voltada a crianças e jovens de 10 a 17 anos

Visibilidade

O coordenador também destaca casos de jovens que iniciaram no projeto e ganharam visibilidade através dele. É o caso de Iago Cardoso Lucas, de 20 anos. O jovem começou a vida esportiva cedo, aos 7 anos, quando jogava basquete. Mas foi no ‘Sacada Cidadã’ que encontrou-se com o que ama fazer.

Depois de quatro anos como integrante da iniciativa, o menino chamou a atenção da Associação de Voleibol Pelotense (AVP); apesar dos treinos pela entidade, continua comparecendo ao Karosso e servindo como exemplo para os iniciantes.

“Sigo frequentando porque gosto muito daqui; fico feliz em dar dicas para os mais novos e vê-los evoluir com os ensinamentos. Esse projeto te proporciona conhecer o básico e alcançar novas conquistas”, disse o jovem.

Além do núcleo no Ginásio, a atividade também ocorre nas escolas municipais Olavo Bilac, no Fragata, e Ministro Arthur de Souza Costa, na Cascata (5º distrito); nestes, somente os estudantes participam. Stumm explica que todas os educandários da rede são incentivados a competirem nos Jogos Escolares de Pelotas (Jepel), destacando que as duas instituições foram finalistas em duas categorias no ano passado.

Oportunidade

Professor da rede municipal de ensino há 25 anos, Stumm idealizou a iniciativa há quase cinco, quando notou a falta de disponibilidade de um projeto como esse – gratuito e voltado a comunidade. “Pensei em algo que promovesse a cidadania, possibilitasse o acesso de todos e fosse inclusivo”, argumenta. O treinador ressalta que a inauguração do Karosso, em 2017, simbolizou um ganho significativo, já que o local centraliza as ações e é referência para a prática esportiva na cidade.

Entre as boas lembranças, o coordenador recorda o dia em que um dos ex-alunos dedicou a ele e ao projeto a primeira medalha conquistada no vôlei. “São histórias que mostram como esse trabalho muda a vida das pessoas”, disse.

Aluna da escola estadual Monsenhor Queiroz, Kathelen Brito, 17, participa das aulas há dois anos e diz ser apaixonada pelo vôlei. De acordo com ela, a iniciativa é uma oportunidade para os jovens não estarem na rua e se aproximarem de algo produtivo.

Competições 

Durante o ano, o projeto promove encontro dos núcleos e festival de mini vôlei – momentos de interação entre os alunos e troca de experiências. Todos os envolvidos receberam uniformes personalizados com a marca do ‘Sacada Cidadã’, disponibilizados pela Secretaria de Educação e Desporto (Smed) e medalhas por participação.

Reconhecimento

Em outubro do ano passado, o professor recebeu o Mérito Esportivo Gaúcho das mãos do presidente da Federação Gaúcha de Vôlei (FGV), Carlos Alberto Cimino, pela atuação desenvolvida em Pelotas.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções