Diário da Manhã

domingo, 31 de maio de 2020

Notícias

PRF registra aumento de apreensões e redução de mortes nas rodovias federais gaúchas

PRF registra aumento de apreensões e redução de mortes nas rodovias federais gaúchas
15 maio
09:34 2020

Nestes dois meses, a PRF no Rio Grande do Sul aumentou em 61% a apreensão de drogas e em 375% a apreensão de dinheiro sem origem lícita comprovada, em comparação com o mesmo período do ano passado. Foram registradas, ainda, reduções de 39% no número de mortes e 37% no de acidentes graves.

Em 12 de março deste ano, o Ministério da Saúde emitiu a primeira portaria para combate à COVID-19, restringindo deslocamentos. Esse foi um dos fatores que ocasionou a redução da movimentação de pessoas e veículos. Entretanto, o trânsito de mercadorias ilegais que continuaram sendo introduzidas no país aumentou.

Combate ao crime:

A PRF também continuou seu trabalho de combate ao crime, em especial aos crimes transfronteiriços, com base em informações do seu serviço de inteligência, que culminaram em abordagens focadas na prisão de criminosos e apreensão de ilícitos. Com investimento em tecnologia e treinamento para os policiais, houve grande aumento de apreensões tanto no Brasil quanto no Rio Grande do Sul nos últimos meses e anos.

Mesmo com a redução de deslocamentos devido à pandemia, o aumento continuou. De 12/03 a 11/05 deste ano, a PRF apreendeu nas estradas gaúchas 3,7 toneladas de drogas, 445 quilos de agrotóxico e 1,8 milhão de maços de cigarros ilegais (no mesmo período do ano passado foram 2,3 toneladas de drogas, 153 quilos de agrotóxicos e 1,8 milhão de maços de cigarros ilegais).

Focando no combate às organizações criminosas, a PRF acaba muitas vezes encontrando com os criminosos o dinheiro que seria utilizado para a compra de drogas ou mercadorias ilícitas no exterior, ou mesmo o obtido com o lucro pela sua venda. Nesse período de pandemia foi apreendido o equivalente a 3,7 milhões de reais em dinheiro sem procedência, bem mais do que o 1,6 milhão apreendido no mesmo período do ano passado.

Maiores apreensões:

Em Pelotas, no dia 25 de março, a PRF, PF e RF apreenderam 29 quilos de cocaína escondida em uma carga de sal;

Em Coxilha, no dia 27 de abril, a PRF prendeu três traficantes transportando mais de 1 tonelada de maconha em um caminhão;

Em Gravataí, no dia 5 de maio, PRF, PC e MP apreenderam quase meio milhão de maços de cigarros ilegais em um depósito. Um homem foi preso;

Em Osório, no dia 6 de maio, a PRF apreendeu mais de meio milhão de reais sem procedência sendo transportados por dois homens em um carro.

Trânsito:

Mesmo com a redução do fluxo de veículos, a PRF continuou seu trabalho de fiscalização, fazendo a sua parte para contribuir com a redução de acidentes. Nesses dois meses de isolamento social, ocorreram 117 acidentes graves, com 34 mortos e 587 feridos (bem menos do que os 187 acidentes graves com 56 mortos e 882 feridos registrados no mesmo período do ano passado).

Siga em Frente, CaminhoneiroAções sociais:

A Polícia Rodoviária Federal passou a realizar diversas ações para o enfrentamento da pandemia, como a Operação Siga em Frente, Caminhoneiro, o Desafio Sangue Solidário e a Campanha de Vacinação dos Caminhoneiros. Além disso, seguiu no combate à violência do trânsito, até porque uma vítima de acidente de trânsito pode ocupar uma vaga no hospital, que pode fazer falta para uma vítima da COVID-19, tema que virou uma campanha da PRF nas redes sociais.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções