Diário da Manhã

terça, 25 de junho de 2019

Notícias

PRISÃO : Homem descumpre medidas protetivas

23 maio
08:14 2019

Na quarta-feira, a Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Pelotas, prendeu preventivamente indivíduo por descumprimento de medidas protetivas de urgência. O suspeito possui diversos antecedentes criminais pelos crimes de roubo, ameaça e perturbação da tranquilidade.

Acusado tem quarenta anos e foi preso na zona norte

Acusado tem quarenta anos e foi preso na zona norte

Ações como essa, de acordo com a delegada Maria Angélica Gentilini da Silva, fazem parte das estratégias de enfrentamento e prevenção aos crimes de violência doméstica e conscientização da população acerca da importância do tema.

CabeçalhoGolpes nas redes sociais

            Homem de 33 anos anunciou uma venda num site para negócios. Ele estava oferecendo uma fritadeira e um moedor de carne. Um interessado adicionou-lhe num aplicativo via celular. O vendedor informou que as peças poderiam ser vendidas por R$3 mil. O interessado solicitou a conta, e disse que faria o depósito. Após alguns minutos, o vendedor recebeu um comprovante de depósito, efetuado em Curitiba.

FRAUDE – Alguns momentos depois, um casal foi até a casa da vítima para retirar os equipamentos. Ele entregou a fritadeira e o moedor. No entanto, ao verificar sobre o depósito, notou que não havia sido concretizado, pois o valor não foi para a sua conta. Ciente do golpe, foi à delegacia e informou que dispõe de imagens e áudios dos golpistas.

FAKE – Recentemente uma vítima, esteve na delegacia e registrou episódio similar. No entanto, ele havia “adquirido” uma geladeira. Já nesta semana, um homem de 34 anos, mencionou que havia se interessado em adquirir pacote com 164 fraldas. No Facebook ele viu anúncio, que remetia para site. No endereço, que insinuava um grande magazine, a vítima informou CPF, endereço, fone, email, e foi gerado boleto. Mas, antes de efetuar a compra, resolveu ligar para a loja, e foi informado que o site não tinha vínculo com a empresa. Na delegacia, a vítima registrou para se precaver sobre algum golpe, com base nas informações pessoais que repassou.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções