Diário da Manhã

terça, 22 de outubro de 2019

Notícias

PROJETO : ‘Quem Luta Não Briga’, é exemplo do poder transformador do esporte

22 maio
08:38 2019

O aspecto inclusivo, transformador e educativo inerente ao esporte toma forma, em Pelotas, através de diversas iniciativas voltadas a crianças e adolescentes, em áreas como atletismo, vôlei e remo.

Uma delas é o ‘Quem Luta não Briga’ (QLNB) – projeto de taekwondo da Prefeitura que ensina a modalidade gratuitamente a jovens pelotenses; mais do que isso dissemina a cultura de paz nos lares e ambientes escolares.

A proposta surgiu como alternativa para solucionar conflitos em uma escola municipal, chegando a cerca de 50 alunos. A ideia tomou força, mostrou resultados positivos e cresceu em Pelotas: o número de envolvidos aumentou 900%, beneficiando, atualmente, 500 crianças e jovens em diferentes núcleos na cidade. Quem coordena é o mestre Rossano Diniz, que ressalta os principais propósitos da iniciativa integrante do Pacto Pelotas pela Paz.

Alunos podem treinar gratuitamente

Alunos podem treinar gratuitamente

“Além do compromisso com a escola, todos que entram precisam se comprometer com o objetivo presente no nome do projeto: quem luta não briga. Diferenciamos as duas coisas: a luta como algo organizado, seguro, com proteção e sob a supervisão de profissionais; e a briga, como oposto de tudo isso”, afirma.

IDENTIFICAÇÃO DE TALENTOS

A oportunidade de oferecer atividades positivas no turno inverso da escola e ofertar a iniciação esportiva na modalidade também representa um celeiro de novos talentos. É o caso de Ana Victória, 18 anos, que hoje é uma das referências para os recém-chegados ao QLNB. A jovem coleciona pódios, medalhas e experiências a nível nacional e internacional.

Recentemente, foi a Las Vegas para disputar o US Open Taekwondo Championships – onde esteve ao lado dos principais taekwondistas do mundo. Ela e o namorado Yago Lima (também integrante do QLNB), foram os únicos representantes do Estado no campeonato. Ana também treina na Two Brothers Team, em São Caetano do Sul – equipe responsável por classificar cerca de 60% dos atletas para a Seleção Brasileira.

“Graças ao projeto e à evolução que tive aqui pude chegar nestes lugares, o que só me estimula a estudar e treinar ainda mais. Sei que sou um exemplo para eles e por isso tento me doar ao máximo, passando todo o conhecimento que aprendi nestas experiências. O taekwondo mudou a minha vida”, conclui a atleta.

Ana destaca a alegria de ver tantas crianças engajadas em algo positivo. “O Quem Luta Não Briga é, além de disciplina, alegria e qualidade de vida, uma porta que leva a algo incrível: o esporte.”

20.05.2019 - Treino do projeto Quem Luta Não Briga - Foto Michel CorvelloESPORTE COMO SINÔNIMO DE INCLUSÃO

Nicole, de 12 anos, é uma das alunas da Emef Piratinino de Almeida vinculada ao núcleo do Instituto de Menores Dom Antônio Zattera (Imdaz), no Areal. A menina autista mantém, assim como os colegas, os olhares sempre atentos às instruções do mestre Rossano. “Me sinto muito bem e feliz aqui”, resume a menina.

O professor conta que o grupo de amigos foi essencial para mudar o dia a dia da estudante na escola, que passou a ser mais tranquilo e alegre – prova do poder inclusivo e transformador do esporte.

COMO PARTICIPAR?

Os interessados, a partir dos 7 anos que estejam estudando, podem assistir e participar de uma aula como teste em um dos núcleos da iniciativa, nos dias e horários das atividades:

  • Imdaz (Areal): segundas e sextas-feiras, das 10h30min às 11h30min e das 13h às 14h30min
  • Esef/UFPel (Três Vendas): quartas-feiras, das 19h às 20h, e sábados, das 15h às 16h
  • AABB/UFPel (Porto): terças e quintas-feiras, das 19h às 20h

20.05.2019 - Treino do projeto Quem Luta Não Briga - Foto Michel CorvelloQUEM LUTA NÃO BRIGA

É desenvolvido pela Secretaria de Educação e Desporto, em parceria com a Escola Superior de Educação Física, da Universidade Federal de Pelotas e o Imdaz. Alguns atletas são selecionados para integrar a equipe de alto rendimento, como os jovens Denner Botelho e Thaila Larrosa, que foram campeões do 4º ART Open, neste domingo (19), em Rio Grande.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções